Preços do petróleo atingem US$ 80 e registram máxima desde novembro de 2014

Preocupação é que exportações iranianas possam cair com a volta de sanções pelos EUA

Londres

Os preços do petróleo chegaram a atingir US$ 80 dólares nesta quinta-feira (17), máximas desde novembro de 2014, em meio a preocupações de que as exportações iranianas possam cair com a volta de sanções pelos EUA, reduzindo a oferta em um mercado já apertado.

O petróleo brent subia US$ 0,42, ou 0,53%, a US$ 79,7 por barril, às 10h23 (horário de Brasília). Eles chegaram a tocar uma máxima intradiária de US$ 80,18 por barril.

O petróleo dos Estados Unidos avançava US$ 0,38, ou 0,53%, a US$ 71,87 por barril. Eles tocaram mais cedo os US$ 72,06 por barril, máxima desde novembro de 2014.

A perspectiva de uma queda acentuada nas exportações de petróleo do Irã nos próximos meses devido às novas sanções dos EUA, após a decisão do presidente norte-americano, Donald Trump, de retirar o país de um acordo nuclear internacional com Teerã, elevaram os preços do petróleo nas últimas semanas.

A francesa Total alertou na quarta-feira (16) que poderia abandonar um projeto multibilionário de gás no Irã se não conseguisse garantir uma suspensão das sanções dos EUA, lançando mais dúvidas sobre os esforços liderados pela Europa para salvar o acordo nuclear.

"O barulho geopolítico e os temores crescentes estão aqui para ficar", disse Norbert Rücker, chefe da Macro & Commodity Research do banco suíço Julius Baer.

Além disso, os estoques globais de petróleo e produtos refinados caíram acentuadamente nos últimos meses devido à demanda robusta e aos cortes de produção dos principais países produtores do mundo.

Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.