PDT vai à Justiça para impedir venda de divisão comercial da Embraer à Boeing

Partido cita risco à soberania nacional

São Paulo | Reuters

O PDT deu entrada na quarta-feira (9) em uma ação civil pública na Justiça de Brasília para suspender a venda do controle da divisão comercial da Embraer para a Boeing, citando risco à soberania nacional.

O partido cita "temeridade de ser passar toda a tecnologia de empresa estratégica brasileira para estrangeiros sem a participação do Congresso Nacional –que durante o processo de privatização previu exatamente que a União teria total controle sobre esse tipo de transação – da qual agora abriria mão".

A legenda defende na ação que o acordo acertado pela Embraer com a Boeing no final do ano passado seja analisado pelo Congresso Nacional e pelo Conselho de Defesa Nacional.

O negócio já foi alvo de duas liminares contrárias concedidas pela Justiça de São Paulo e derrubadas a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) pelo Tribunal Regional Federal da 3ª região (TRF3).

Após o presidente Jair Bolsonaro levantar dúvidas sobre a fusão entre Embraer e Boeing, o ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Augusto Heleno, afirmou na segunda-feira (7) que o governo não pensa em interromper o negócio entre as duas empresas.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.