Mercado faz novo corte e passa a ver crescimento de 1,23% para o PIB de 2019

Projeções do Boletim Focus, do BC, para inflação e taxa básica de juros foram mantidas

São Paulo | Reuters

Os economistas consultados na pesquisa Focus do Banco Central fizeram ligeiros ajustes em suas expectativas nesta semana, com nova redução na estimativa para o crescimento da economia em 2019.

O levantamento divulgado nesta segunda-feira (27) pelo BC mostra que a estimativa para o PIB (Produto Interno Bruto) agora é de alta de 1,23%, ante 1,24% na semana anterior. Para 2020 não houve alteração na projeção de uma expansão de 2,50%.

O mercado também manteve a expectativa de uma alta do IPCA (índice oficial da inflação no país) de 4,07% neste ano e de 4% no próximo. O centro da meta do governo para 2019 é de 4,25% e, para 2020, de 4%, ambos com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

O IPCA-15 (prévia do indicador mensal) subiu em maio 0,35%, acumulando em 12 meses alta de 4,93%, de acordo com os dados divulgados na sexta-feira pelo IBGE.

A pesquisa semanal Focus com uma centena de economistas mostrou ainda que a Selic (a taxa básica de juros) deve terminar 2019 a 6,5% e 2020 a 7,25%, sem alterações.

Já o Top-5, grupo dos que mais acertam as previsões, segue vendo a Selic respectivamente a 6,5% e 7,0%.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.