Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Guedes diz que Bolsonaro tem princípios e quer acelerar privatizações

Ministro afirmou que estatais não investem e não deixam o setor privado investir

Diego Garcia
Rio de Janeiro

O ministro da Economia Paulo Guedes afirmou nesta sexta-feira (26), em palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro, que pretende acelerar o processo de privatização e defendeu o presidente Jair Bolsonaro, a quem classificou como “homem de princípios”.

“Acredito no presidente, é um homem de coragem, de determinação e de princípios morais”, disse o ministro, que prometeu reduzir juros para sobrar dinheiro para programas sociais.

“Vamos baixar os juros da dívida. Algumas estatais viraram foco de aparelhamento, não investem e não deixam o setor privado investir. Vamos reduzir essa dívida, gastar 250 em vez de 400 e vai sobrar dinheiro para saúde e para o povo”, disse Guedes. 
 

O ministro Paulo Guedes (Economia) e o presidente Jair Bolsonaro - Pedro Ladeira-30.mai.2019/Folhapress

Ele palestrou para membros da associação e empresários. O governador Wilson Witzel compareceu ao evento. Com as privatizações, Guedes pretende gerar recursos humanos qualificados e também minimizar as despesas do estado com juros.

“A democracia pediu isso [pelas privatizações], para o setor privado fazer a estrutura pelos próximos 30 anos e para ter saneamento. Investir no trabalhador e não fazer estádio. Não tem time em cidade com estádio para 60 mil pessoas”, continuou Guedes.

No começo de seu discurso, Guedes apontou que “tudo vai dar certo” e que a reforma da previdência vai fazer a economia responder. O ministro também falou que espera que o congresso faça a sua parte em e apoie o governo. 

“Não tem graça gastar 45% do PIB com privilégios previdenciários, pagamento de juros e máquina pública inchada. Vamos acabar com isso enquanto preparamos as privatizações”, disse o ministro. 

Após a palestra, que durou mais de 1 hora, o ministro pediu para não falar com a imprensa sobre os saques no FGTS anunciados pelo governo nesta semana, pois o anúncio ainda é muito recente.

Ainda nesta sexta, Guedes vai almoçar com o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), no centro da cidade.

Pela manhã, o ministro da Economia se encontrou com a presidente do IBGE Susana Guerra para discutir a modernização da instituição.

Depois do almoço, Guedes tem um encontro marcado com o presidente do conselho de administração da Ultrapar, Pedro Wongtschowshi.

Na sequência, o ministro vai seguir para o Ministério da Economia, onde tem audiência marcada com o diretor da Fundação Getúlio Vargas, Aloisio Araújo para discutir a reforma microeconômica.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.