Acordo com Latam não deixou escolha a não ser sair da Gol, diz Delta

Ações da companhia brasileira chegaram a recuar quase 7% após anúncio do acordo

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Um dia após o anúncio da compra de 20% do capital da Latam, executivos da Delta lamentaram o fim da relação com a Gol, ressaltando que "não tiveram escolha" quando o acordo da Latam se apresentou.

A companhia americana terá que se desfazer da participação de 12,3% das ações preferenciais que tem na aérea brasileira.

As ações da Gol chegaram a cair mais de 7% durante o pregão desta sexta (27), mas encerraram em queda de 6,5%, a R$ 32, a maior queda do Ibovespa.

Os papéis da Smiles, o programa de fidelidade da companhia, recuaram 5%, a R$ 37,50.

"Lamentamos a perda da nossa relação com a Gol. Foram ótimos parceiros, amigos, passamos por muito juntos", afirmou Ed Bastian, presidente da companhia. 

Avião da Delta no aeroporto internacional de Atlanta; americana adquiriu 20% do capital da Latam
Avião da Delta no aeroporto internacional de Atlanta; americana adquiriu 20% do capital da Latam - Karen Bleier/AFP

A Delta fechou a compra de 20% de participação da Latam por US$ 1,9 bilhão (R$ 7,9 bilhões) na noite de quinta (26). A americana afirmou que investirá US$ 350 milhões (R$ 1,4 bilhão) para apoiar o início da parceria entre as empresas e que comprará 14 aviões.

A compra dependente de aval de autoridades regulatórias dos dois países, processo que pode levar até dois anos. 

A investidores, a aérea americana enfatizou que a aliança com a chilena permitirá a liderança em voos entre América do Sul e América do Norte (435 destinos), e apostou no crescimento no longo prazo.

A companhia disse que está satisfeita com os 20% e que não pretende aumentar essa participação. 

A Latam, por sua vez, ressaltou a possibilidade de aumentar rotas, a colaboração tecnológica entre as duas companhias, o aumento de receita no longo prazo, e a oportunidade de os "empregados estarem em uma companhia em crescimento".

A Gol é a líder de participação de mercado no Brasil, com 38,2% dos passageiros por quilômetro transportado (RPK), segundo dados da Anac. A Latam vem logo atrás, com 35,9% de participação e é seguida pela Azul, com 25,5%.

A Delta é a maior companhia aérea dos Estados Unidos em receita. Já a Latam é fruto da fusão feita em 2010 da chilena Lan com a brasileira TAM, com operações nos principais países da América do Sul. 

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.