Magazine Luiza anuncia oferta de ações para captar até R$ 5 bi

Caixa da companhia ficou defasado após compra da Netshoes

São Paulo

A Magazine Luiza fará um aumento de capital via follow-on (oferta adicional de ações) ainda este ano. A princípio, serão ofertadas 90 milhões de ações em uma oferta primária —quando o dinheiro arrecadado vai para o caixa da companhia. 

Caso haja grande demanda pelas ações, a Magazine Luiza pode fazer um a oferta secundária, quando acionistas majoritários vendem parte de suas ações. No processo, a companhia deve arrecadar entre R$ 3,9 bilhões e R$ 5,2 bilhões, considerando o preço das ações no anúncio da oferta, de R$ 44,02 na última quarta-feira (30).

A oferta de novas ações será de esforços restritos. Isso significa que podem comprar os novos papéis da varejista grandes investidores como bancos e fundos. No caso de investidores pessoa física, é preciso se enquadrar como profissional: ter R$ 10 milhões em investimentos financeiros e atestar, por escrito, que se enquadra nas regras.

Site da Magazine Luiza
A Magazine Luiza vai colocar mais ações no mercado para suprir a baixa no caixa com a compra da Netshoes - Divulgação

Dentre as destinações de recurso citadas na oferta está a expansão da plataforma de marketplace, abertura de novas lojas, aquisições estratégicas e o reforço de capital de giro. 

O caixa da companhia diminuiu de R$ 1,3 bilhão em setembro de 2018 para R$ 0,6 bilhão em setembro deste ano. Segundo balanço da Magazine Luiza, "essa variação está totalmente relacionada a aquisição da Netshoes, concluída em junho de 2019".

As ações da companhia bateram recorde no dia de anúncio da oferta e, nesta sexta-feira (1), renovam a máxima. Por volta das 13h, os papéis da companhia registram alta de 4,12%, a R$ 46,49, uma das maiores altas da Bolsa brasileira.

A oferta ainda está na fase de bookbuilding, consulta de interesse dos investidores para determinação do preço por ação ofertada. Ela será encerrada em 12 de novembro e as novas ações passam a ser negociadas na B3 em 14 de novembro.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.