Descrição de chapéu Financial Times mídia jornalismo

BuzzFeed adquire HuffPost, em consolidação da mídia digital

A divisão de mídia da Verizon ficará com uma participação minoritária no BuzzFeed

Nova York | Financial Times

O BuzzFeed adquiriu o HuffPost do grupo de telecomunicações Verizon, na mais recente transação de consolidação do enfraquecido setor de mídia digital.

A divisão de mídia da Verizon ficará com uma participação minoritária no BuzzFeed. Os grupos também anunciaram que formariam uma parceria de distribuição de conteúdo nos sites que controlam e que também seriam parceiros em iniciativas publicitárias.

O BuzzFeed não está desembolsando dinheiro na aquisição do HuffPost. A Verizon, de sua parte, fará uma injeção de capital no BuzzFeed, além de entregar sua subsidiária ao grupo, em troca de uma participação minoritária na empresa compradora. O tamanho da participação e o valor não foram anunciados.

A transação surge em um momento no qual as empresas de mídia digital, que chegaram a atrair bilhões de dólares do setor de capital para empreendimentos, estão batalhando para se manter à tona, depois de a pandemia reduzir ainda mais a receita publicitária já declinante que elas vinham obtendo.

Logo do BuzzFeed News Brasil
Reprodução

Enquanto grupos de conteúdo como o The New York Times e o Financial Times contam com a receita da venda de assinaturas para atenuar o impacto, os grupos de mídia digital dependem mais da publicidade.

Jonah Peretti, presidente-executivo e fundador do BuzzFeed, acionou o alarme dois anos atrás ao prever que as empresas do setor teriam de se unir para atingir a escala necessária a competir com as grandes companhias de tecnologia.

Nesta quinta (19), ele disse que o acordo com a Verizon daria à sua empresa de mídia “mais usuários, que dedicarão tempo muito maior ao nosso conteúdo do que acontece no caso de qualquer de nossos pares”.

Peretti foi um dos fundadores do The Huffington Post em 2005, em sociedade com Ariana Huffington. Em 2011, a AOL adquiriu a companhia por US$ 315 milhões, e ela se tornou parte da Verizon em 2015 quando esta adquiriu a AOL.

Tradução de Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.