Bispo acusado de estuprar freira é preso na Índia

Vítima disse que ele a estuprou repetidamente durante um período de dois anos

Kochi (Índia) | Reuters

Um bispo acusado de estuprar uma freira foi preso no estado de Kerala, sul da Índia, nesta sexta-feira (21). 

Franco Mulakkal, 54, havia sido suspenso temporariamente pelo Vaticano na quinta (20).

O bispo Franco Mulakkal (de branco), acusado de estuprar uma freira, é escoltado por policiais em foto de 19 de setembro
O bispo Franco Mulakkal (de branco), acusado de estuprar uma freira, é escoltado por policiais em foto de 19 de setembro - Sivaram V/Reuters

A freira disse que o bispo, que chefiava a diocese de Jalandhar, a estuprou repetidamente durante um período de dois anos, entre 2014 e 2016. 

Em uma carta difundida pela imprensa, a vítima diz que o bispo "usou seu poder político e econômico para abafar o caso". 

O bispo Mulakkal e seus advogados não comentaram a prisão. Em entrevistas anteriores, ele negou a acusação, dizendo ser vítima de um complô de inimigos da igreja.

Mas protestos em defesa de sua prisão cresceram em Kerala. Cerca de 19% da população do estado é composta de cristãos. 

Freiras pedem a prisão do bispo Franco Malakkal, acusado de estupro de uma religiosa em Kochi, no estado de Kerala (Índia)
Freiras pedem a prisão do bispo Franco Malakkal, acusado de estupro de uma religiosa em Kochi, no estado de Kerala (Índia) - 12.set.18/Associated Press

A detenção ocorre em um momento em que a comunidade cristã do estado está abalada por uma série de casos do tipo, incluindo as prisões de cinco padres no último mês por alegações de assédio sexual. 

Um porta-voz do Vaticano afirmou que não comentaria o assunto. 

Mulakkal foi ordenado padre em 1990 no estado de Punjab,, norte da Índia, e tornou-se bispo da diocese de Jalandhar cinco anos atrás. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.