Descrição de chapéu Venezuela

Com empregos garantidos, cem venezuelanos são transferidos para MS

Grupo que vai para Dourados é o maior a deixar Roraima com vaga de trabalho já confirmada

Venezuelanos no aeroporto em Roraima aguardam o voo fretado para Dourados (MS)
Venezuelanos no aeroporto em Roraima aguardam o voo fretado para Dourados (MS) - Divulgação
São Paulo

Cerca de cem venezuelanos embarcam no fim da tarde deste sábado (2) em Boa Vista (RR) rumo a Dourados (MS), onde serão empregados por uma empresa local.

A viagem faz parte de uma ação da Operação Acolhida com apoio do Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, órgão da ONU) e da OIM (Organização Internacional para as Migrações).

Criada pelo governo federal para receber os imigrantes venezuelanos que chegam a Roraima, a operação envolve Forças Armadas, ministérios e grupos da sociedade civil.

Este é o maior grupo a deixar Roraima com vagas de emprego sinalizadas em outro estado. Pela primeira vez, partem em voo fretado, arranjado pela OIM.

Mais voos são previstos, para intensificar o processo de interiorização, que tem como objetivo reduzir a pressão sobre os serviços públicos de Roraima, onde já houve episódios de xenofobia e violência.

Os venezuelanos receberão da Acnur, em seu primeiro mês em Dourados, uma ajuda de custo e serão hospedados em abrigos temporários com o apoio da empresa até que consigam suas residências definitivas.

Desde o primeiro embarque, em 4 de abril do ano passado, cerca de 4.300 migrantes venezuelanos e solicitantes de refúgio que chegaram a Roraima já foram realocados para outras partes do país.

Os principais destinos incluem São Paulo, Manaus, Esteio (RS) e Rio de Janeiro.

Essa mudança de estado é voluntária: os venezuelanos que desejam partir são registrados pela Acnur, que os ajuda a obter a documentação necessária para regularizar sua situação no país.

A Operação Acolhida, por sua vez, garante que os migrantes estejam vacinados e com os exames de saúde em dia.

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.