Descrição de chapéu Coreia do Norte

Coreia do Norte lança dois mísseis balísticos de curto alcance

Trata-se do primeiro teste militar desde o encontro entre Kim e Trump, em junho

Seul | Reuters

A Coreia do Norte lançou dois mísseis balísticos de curto alcance a partir de uma área próxima a Wonsan, na costa leste do país, na manhã desta quinta-feira (25, quarta à noite em Brasília), de acordo com o governo sul-coreano e autoridades japonesas. 

Os projéteis voaram por cerca de 430 quilômetros na direção leste e caíram no oceano, segundo o comando militar de Seul, que não forneceu maiores informações. Oficiais de Tóquio afirmaram que os mísseis não alcançaram a zona econômica exclusiva do Japão. 

Kim Jong-un inspeciona um submarino recém construído em local não divulgado
Kim Jong-un inspeciona um submarino recém-construído em local não divulgado - Korean Central News Agency/AFP

Se confirmado, este seria o primeiro lançamento feito pelo regime desde o encontro entre o presidente americano, Donald Trump, e o ditador Kim Jong-un na zona desmilitarizada entre as Coreias, no fim de junho.

O último teste norte-coreano ocorreu em maio e incluiu mísseis de curto alcance e pequenos foguetes. 

Negociações para a desnuclearização da Coreia do Norte entre a ditadura e os Estados Unidos chegaram a um impasse depois que a cúpula em Hanói, no Vietnã, foi encerrada mais cedo e sem avanços no fim de fevereiro. 

Os dois países prometeram retomar o diálogo, mas desde então a Coreia do Norte tem criticado duramente exercícios militares conjuntos dos EUA com a Coreia do Sul. 

"A Coreia do Norte está obviamente magoada e consternada com o fato de que os Estados Unidos e a Coreia do Sul estejam planejando realizar exercícios militares", disse Harry Kazianis, analista do Centro para o Interesse Nacional de Washington.

"Não deveríamos estar surpresos com este lançamento, na verdade, nós devíamos ter previsto que isso aconteceria", afirmou.  

John Bolton, assessor de segurança nacional de Trump, não mencionou os lançamentos em uma mensagem publicada em suas redes sociais nesta quinta-feira. Bolton, que está na Coreia do Sul, afirmou que havia tido "reuniões produtivas" com autoridades sul-coreanas sobre o fortalecimento da aliança entre os dois países e questões de segurança.

Ainda nesta quinta, a agência de notícias do regime relatou que Kim inspecionou um grande submarino recém-construído, acompanhado por líderes do programa de mísseis norte-coreano. O evento pode sinalizar que o regime segue desenvolvendo tecnologia para lançamentos de mísseis balísticos a partir de submarinos. 

A Casa Branca, o Pentágono e o Departamento de Estado americano não comentaram o episódio. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.