Mais de cem pessoas morrem em inundações na Índia

Milhares de pessoas foram retiradas de suas casas por causa das chuvas de monções

Bangalore (Índia) e Nova Déli | AFP e Reuters

Pelo menos 147 pessoas morreram e centenas de milhares foram obrigadas a deixar suas casas em decorrência das inundações provocadas por chuvas torrenciais na Índia. 

Em Kerala, no sul do país, pelo menos 57 pessoas morreram. O estado, que teve o aeroporto internacional de Kochi fechado, é famoso por suas praias paradisíacas, e deve sofrer mais danos nos próximos dias.

 
 

"Várias casas ainda estão debaixo de 10 ou 12 pés de lama, o que dificulta o trabalho de resgate", disse hoje (11) o ministro-chefe local, Pinarayi Vijayan. No ano passado, mais de 200 pessoas morreram naquela que é considerada a pior enchente do século. 

O governo ordenou o envio do exército para resgate, já que Kerala tem 165 mil pessoas em acampamentos de emergência por conta das chuvas. Em Karnataka, o ministro-chefe do estado vizinho, o ministro-chefe disse que os números chegam a 60 mortes e 227 mil desalojados.

No oeste da Índia, os Estados de Maharashtra e Gujarat também foram duramente atingidos pelas chuvas de monções. Maharashtra  teve pelo menos 30 vítimas confirmadas e várias estradas bloqueadas, e Gujarat confirmou pelo menos oito mortes em acidentes provocados pelos temporais nas cidades de Ahmedabad e Nadiad.

As tempestades sazonais de monção, que ocorrem de junho a setembro, causam mortes e deslocamentos em massa no sul da Ásia a cada ano, mas também consistem em mais de 70% das chuvas da Índia e são cruciais para os agricultores. No ano passado, as chuvas deixaram pelo menos 357 mortos.​

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.