Descrição de chapéu Coreia do Norte

Coreia do Norte lança projéteis não identificados, diz Coreia do Sul

Exercícios de tiro norte-coreanos voltaram a ser realizados no final de fevereiro, após pausa de 3 meses

Seul | Reuters

O Exército da Coreia do Sul informou que a Cor​e​ia do Norte ​disparou ao menos ​três projéteis de curto alcance no mar nesta segunda-feira​ (9),​ como parte dos exercícios de tiro ​reiniciados há uma semana​, ​após um intervalo de três meses​.

O ministro da Defesa do Japão, Taro Kono, disse que os projéteis​, que​ pareciam ser mísseis balísticos​, não ca​ír​am na zona econômica exclusiva do Japão, embora o governo estivesse examinando detalhes sobre o lançamento.

Em uma televisão, o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong Un, aparece de jaqueta preta e gorro. À frente, desfocada, uma mulher passa com uma máscara hospitalar
O ditador norte-coreano Kim Jon-Un em tela de TV em Seul, na Coreia do Sul - Heo Ran/Reuters

Uma autoridade dos EUA, sob condição de anonimato devido à sensibilidade do​s atores envolvidos, corroborou a informação de que a Coreia do Norte disparou pelo menos três projéteis em direção ao mar oriental e afirmou que uma análise detalhada estava sendo realizada.​

​A artilharia disparada ​é parte de​ um sistema de foguetes de lançamento múltiplo (MLRS)​. Os projéteis teriam alcance de até 200 km ​de distância e 50 km de altitude​, segundo o alto escalão militar sul-coreano. ​

Eles foram lançados a partir da cidade costeira oriental de Sondok, ​​de ​​​onde a Coreia do Norte disparou mísseis no ano passado​.

​A Coreia do Sul afirma que o teste parece fazer parte dos exercícios de tiro em andamento desde o final do mês passado​, que têm sido​​ supervisionados pessoalmente pelo ditador norte-coreano, Kim Jong-un.

O consultor de segurança nacional da Cor​e​ia do Sul, Chung Eui-yong, realizou uma reunião em vídeo com o ministro da Defesa e o chefe de inteligência para analisar os últimos testes e intenções do Norte.​ ​

"Os ministros apontaram mais uma vez que os contínuos exercícios de tiro não ajudam em nada os esforços para construir uma paz duradoura na península coreana", afirmou comunicado​ da ​Casa Azul presidencial.​

Na quinta-feira (6), ​Reino Unido, Alemanha, França, Estônia e Bélgica comentaram ​no Conselho de Segurança da ONU​ ​os recentes disparos de mísseis pela Cor​eia do Norte​, chamando-os de uma ação provocativa que violou as resoluções da ​organização.

O ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte ​​respondeu às críticas europeias como "comportamento imprudente instigado pelos EUA", e a irmã de Kim Jong-un disse que os exercícios não foram feitos para ameaçar ninguém.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.