Descrição de chapéu Coreia do Norte

Agência estatal norte-coreana divulga 1ª aparição pública de Kim Jong-un em 20 dias

Ausência do ditador gerou especulações sobre seu estado de saúde

Seul | Reuters

Um sorridente Kim Jong-un reapareceu nas fotos divulgadas pela agência de notícias estatal da Coreia do Norte neste sábado (2) 
—ainda começo da noite de sexta-feira (1º) no Brasil.

Sem aparecer publicamente desde 11 de abril, o ditador participou da inauguração de uma fábrica de fertilizantes em região ao norte da capital do país, Pyongyang. Nas fotos divulgadas, ele aparece cortando uma faixa e ao lado de outras pessoas.

Kim Jong-un durante cerimônia em foto cerimônia divulgada pelo jornal estatal Rodong Sinmun neste sábado (2, pelo horário local)
Kim Jong-un durante cerimônia em foto cerimônia divulgada pelo jornal estatal Rodong Sinmun neste sábado (2, pelo horário local) - KCNA

Segundo a KCNA, Kim cortou a fita enquanto os participantes do evento “explodiram em gritos estrondosos de ‘hurrah!’ para o Líder Supremo”.

O ditador teria expressado satisfação com o sistema de produção da nova instalação, dizendo que o local é uma contribuição significativa para o progresso da 
indústria química e da produção de alimentos do país.

A agência estatal ainda afirma que Kim estava acompanhado por várias autoridades do país, incluindo sua irmã mais nova, Kim Yo-jong.

Com aparência saudável, as novas imagens põem fim aos rumores de que Kim estaria em estado grave após uma cirurgia ou até mesmo morto, como divulgaram alguns veículos de comunicação.

Tanto o regime quanto países como Coreia do Sul e 
Estados Unidos, que costumam acompanhar a situação na Coreia do Norte, negavam essas especulações.

Ainda assim, não se sabe o porquê da ausência de Kim nas celebrações do aniversário de nascimento do fundador do país e seu avô, Kim Il-sung, em 15 de abril. O dia é um feriado importante na Coreia do Norte, e o ditador costuma fazer uma visita ao mausoléu onde o corpo do ancestral está conservado.

Na última terça-feira (28), o site de monitoramento NK PRO afirmou que imagens de satélites comerciais mostraram que barcos usados pelo ditador realizaram movimentos na região de Wonsan, no leste do país —o que indicaria que o próprio Kim ou pessoas muito próximas a ele poderiam estar na área.

O complexo dos Kim na cidade litorânea é uma espécie de residência oficial de verão do líder norte-coreano.

Ainda na terça, o ministro da Unificação da Coreia do Sul, Kim Yeon-chul, afirmou que o medo de se contaminar com o novo coronavírus poderia ser o motivo do sumiço. O regime norte-coreano afirma, entretanto, 
que não há casos confirmados da Covid-19 no país.

Na segunda-feira da semana anterior (20), o site Daily NK —página especializada e administrada por opositores do regime— citou uma fonte não identificada na Coreia do Norte, segundo a qual Kim estaria se recuperando em uma casa de campo no condado de 
Hyangsan, no monte Kumgang, costa leste do país, depois de ter realizado um procedimento cardiovascular no dia 12 de abril em um hospital da região.

A saúde de Kim se deteriorou nos últimos meses devido ao excesso de cigarro, à obesidade e à sobrecarga de trabalho, informou o relatório do site. Especula-se que o líder norte-coreano tenha 36 anos de idade.

Durante a ausência pública do ditador, o regime seguiu mandando cartas e presentes para líderes estrangeiros e trabalhadores coreanos em nome de seu líder.

Na última segunda (27), a KCNA afirmou que Kim enviou uma mensagem ao presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa. O ditador teria cumprimentado o sul-africano e a população do país pelo Dia da Liberdade, feriado nacional que celebra as primeiras eleições livres 
após o fim do apartheid.

Cinco dias antes, na quarta (22), também segundo a KCNA, Kim teria respondido a uma carta do ditador sírio, Bashar al-Assad, que havia parabenizado o norte-coreano na data que marca o nascimento 
de seu avô, Kim Il-sung.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou após a divulgação do relatório da agência estatal norte-coreana, nesta sexta, que ele terá algo a dizer sobre Kim no momento apropriado.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.