Descrição de chapéu BBC News Brasil família real britânica

Como será o funeral do príncipe Philip neste sábado

Membro da realeza terá despedida mais simples devido às restrições sanitárias, mas membros do palácio dizem que simplicidade reflete desejos do duque

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

BBC News Brasil

O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª e morto em 9 de abril aos 99 anos, terá sua cerimônia fúnebre neste sábado (17).

A cerimônia real ocorrerá na capela de St. George, no castelo de Windsor, nos arredores de Londres, às 15h locais (11h no horário de Brasília).

Britânicas observam flores deixadas em homenagem ao príncipe Philip em frente ao Palácio de Buckingham, em Londres
Britânicas observam flores deixadas em homenagem ao príncipe Philip em frente ao Palácio de Buckingham, em Londres - Henry Nicholls - 16.abr.21/Reuters

O corpo do príncipe está neste momento na capela privada de Windsor.

Há relatos de que ele, quando em vida, teria requisitado que seu funeral fosse simples, e seu corpo não foi ou será exposto ao público.

Mas a procissão e o serviço fúnebre serão televisionados no Reino Unido.

Quem comparecerá à cerimônia

Devido às restrições impostas pela pandemia na Inglaterra, as regras oficiais ditam que enterros podem ter o comparecimento de apenas 30 pessoas, mantendo-se o distanciamento social. Será, portanto, uma cerimônia muito menor do que teria sido em tempos pré-pandemia —embora o Palácio de Buckingham diga que esse modelo atual "reflete os desejos do duque" e ainda assim "celebrará e refletirá sua vida de serviço público". No caso do príncipe Philip, a lista de convidados inclui membros da família, entre os quais três dos parentes alemães dele.

O príncipe Harry, seu neto, que hoje mora na Califórnia, vai comparecer. Mas a mulher dele, Meghan, que está grávida, não viajará dos EUA à Inglaterra por recomendação médica. Será a primeira vez que Harry retornará ao Reino Unido desde que abdicou das funções de membro sênior da família real, no ano passado.

Acredita-se que todos terão de usar máscaras, em linha com as exigências do governo britânico.

Os clérigos encarregados pela cerimônia e os carregadores do caixão não estão incluídos no número máximo de participantes.

Como será a cerimônia

Seu funeral será cerimonial, e não de Estado. A diferença é sutil: funerais de Estado são comumente reservados a monarcas, embora o premiê Winston Churchill, que liderou o Reino Unido durante a Segunda Guerra, tenha recebido uma cerimônia fúnebre do tipo. A rainha mãe, como era conhecida a mãe de Elizabeth 2ª, teve um funeral cerimonial em 2002, assim como a princesa Diana, em 1997.

No funeral de Philip, o caixão será levado da capela privada até uma das entradas do castelo de Windsor, colocado em um veículo Land Rover modificado (que o próprio duque ajudou a projetar) e transportado até a capela St George.

Membros da família real caminharão em procissão da entrada do castelo. Atrás do Land Rover estarão os príncipes Charles, Andrew, Edward e Anne, filhos do duque, e os netos William e Harry, junto ao filho de Anne, Peter Phillips, e o marido dela, o vice-almirante Tim Laurence. Membros da equipe palaciana de Philip irão atrás deles. A rainha irá no final da procissão, dentro de um veículo Bentley.

Haverá disparos de tiros e o hino nacional tocado por uma banda militar.

Na capela, entrarão apenas membros da família real. Os demais participantes esperarão do lado de fora.

Às 15h (11h de Brasília), será feito nacionalmente um minuto de silêncio em homenagem ao duque.

Dentro da capela, além do serviço religioso, haverá um coro de quatro cantores cantando músicas escolhidas pelo próprio duque. Depois da cerimônia, seu corpo será colocado num cofre real.

O caixão está embrulhado pela bandeira pessoal de Philip, com representações de sua vida, desde sua origem grega até títulos da realeza britânica —em referência, por exemplo, a Edimburgo, que consta de seu título de duque. Quando Philip se casou com Elizabeth 2ª, em 1946, ele renunciou ao título grego e se tornou um cidadão britânico, passando a adotar o sobrenome anglicizado de sua mãe, Mountbatten, que também está representado na bandeira.

Quanto ao público britânico em geral, o pedido é de que não se dirijam à entrada do castelo, devido às restrições sanitárias. No site da família real, há um pedido para que o público faça doações a entidades de caridade em vez de deixar flores em tributo ao duque. Um livro online de condolências também foi criado.

Quando for concluído o funeral, terá fim o período de luto nacional. A família real, por sua vez, continuará observando luto por mais uma semana —vestindo preto ou faixas pretas de luto caso compareçam a algum compromisso público.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.