Morte da rainha Elizabeth 2ª marca descoberta do luto para crianças britânicas

Funeral da soberana pode ser uma boa porta de entrada para o assunto, dizem especialistas

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Londres | Reuters

A morte da rainha Elizabeth 2ª na semana passada representou para muitos britânicos a primeira vez em em que tiveram de explicar o conceito da morte para as crianças —situação reforçada pelo decreto de feriado nacional na próxima segunda (19), dia do funeral da soberana, o que suspenderá as aulas escolares.

Crianças deixam homenagens à rainha Elizabeth no portão do prédio do governo em Sydney - Muhammad Farooq - 11.set.22/AFP

Instituições de caridade e grupos de apoio ao luto infantil ofereceram conselhos a pais e professores sobre como ter essa conversa, responder a possíveis perguntas e até mesmo decidir se é o caso de a criança assistir ao funeral na semana que vem.

O Jubileu de Platina da rainha, comemorado há três meses, tornou a soberana ainda mais familiar entre as crianças britânicas. Elas celebraram o marco de 70 anos de seu reinado com festas e peças de teatro, e algumas se fantasiaram para representar cada uma das décadas de Elizabeth no trono. Todos os alunos do 1º ao 9º ano escolar do país também ganharam um livro especial em homenagem à ocasião.

A rainha ainda apareceu como personagem em vários programas e livros de ficção infantis, de "O Bom Gigante Amigo", de Roald Dahl —autor de "A Fantástica Fábrica de Chocolate", entre outros clássicos infantojuvenis—, a "Peppa Pig".

"A morte de uma figura proeminente pode afetar significativamente crianças, assim como afeta os adultos. Pode ser que esta seja sua primeira experiência em relação à morte e que elas ainda não a compreendam de fato. Ou talvez elas já tenham passado por algum processo de luto antes, e isso pode fazer com que aqueles sentimentos difíceis venham à tona de novo", diz a fundação Winston's Wish, que ajuda crianças a lidarem com a morte de entes queridos.

A instituição aconselha que adultos usem uma linguagem clara e acessível para explicar às crianças o significado da morte, dando o máximo de segurança para elas. E afirma que o funeral da rainha pode, sim, ser uma boa porta de entrada para o assunto em famílias e escolas.

Se for esse o caso, a organização aconselha preparar com antecedência as crianças para o que elas vão assistir e ficar atento às reações e necessidades delas.

Outra fundação, a Save the Children, sugere em seu blog criar atividades para ajudar as crianças a processarem o que estão sentindo. "Pode ser desenhar um retrato da rainha, escrever uma história sobre sua vida ou imaginar as aventuras que ela deve ter vivido."

Mensagens e desenhos de crianças se destacam entre as centenas de buquês deixados nos portões de palácios reais espalhados por todo o Reino Unido, e crianças têm entrado nas filas para ver de perto o caixão da rainha.

"Querida rainha Elizabeth, você foi uma rainha tão fiel a todos nós. Diga oi para a minha babá no céu. Significaria muito para mim", escreveu uma menina de nove anos em um desenho da rainha com um corgi. "Obrigada por ser uma rainha encantadora. Queria que ainda estivesse entre nós", escreveu um garoto chamado George em uma carta com um coração.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.