Descrição de chapéu Eleições 2018

Em novo texto, Olavo de Carvalho chama Haddad de 'monstro de frieza e premeditação'

Escritor voltou a relacionar o presidenciável do PT com o incesto

São Paulo

Dias após divulgar comentário nas redes sociais em que dizia que o presidenciável Fernando Haddad (PT) incentiva incesto, o escritor Olavo de Carvalho voltou à carga contra o petista.

“O sr. Haddad não é um excêntrico ou um imoralista. É, como o seu mestre Horkheimer e os demais frankfurtianos, um monstro de frieza e premeditação”. 

Texto de Carvalho no último dia 13 dizia que Haddad teria escrito na obra “Em Defesa do Socialismo”, de 1998, que era preciso derrubar “o tabu do incesto” para a implantação do socialismo. “O homem quer que os meninos comam suas mães”, escreveu.

O escritor conservador brasileiro Olavo de Carvalho, que vive nos EUA
O escritor conservador brasileiro Olavo de Carvalho, que vive nos EUA - Vivi Zanatta - 6.out.2017/Folhapress

Em novo texto divulgado nesta quinta (25), Carvalho justificou a retirada do comentário anterior porque “porque não fornecia a medida exata” da “visceral perversidade” representada pelo petista.

Carvalho disse que o livro de Haddad é “uma atualização estratégica do 'Manifesto Comunista' de 1848”, “inspirada na 'Escola de Frankfurt', corrente de pensamento e ação revolucionária da qual o autor do livro se declarava discípulo e seguidor”.

O escritor voltou a relacionar o presidenciável do PT com o incesto. “Quando eu disse que ele aprova as carícias incestuosas entre mãe e filho, dei inicialmente a impressão de que se tratava de mera opinião pessoal dele. Mas isso é errado”.

Carvalho finaliza dizendo que Haddad é parte de “uma estratégia de governo, um plano abrangente de modificar pela base os valores morais e os códigos de conduta da população brasileira”.

Checagem do Folha Informações apontou como falsa a informação que Haddad incentiva sexo entre pais e filhos em seu livro acadêmico.

Segundo a assessoria do candidato, "Em Defesa do Socialismo" traça estratégias para subverter o conservadorismo. Uma delas seria dar maior liberdade sexual aos jovens.​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.