Bolsonaro usou caneta preta clássica e Lula usou Montblanc para assinar posse

Presidente trocou para caneta mais simples ao assinar a posse de seus ministros

São Paulo

Lula (PT) usou uma Montblanc banhada a ouro quando assinou seu termo de posse como presidente pela primeira vez, em 2003.

A caneta luxuosa foi emprestada pelo então presidente do Senado, Ramez Tebet (PMDB), que decidiu dá-la de presente ao novo governante.

Quando Dilma Rousseff (PT) assumiu a Presidência pela segunda vez, em 2015, ela usou uma caneta preta, clássica, para assinar o documento oficial no Congresso. 

A polêmica sobre as canetas surgiu após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) usar uma Compactor, um modelo popular, para assinar os documentos de posse de seus ministros.

A marca agradeceu em uma rede social, e o presidente respondeu: “Nós é que agradecemos a ótima qualidade e preço da caneta!”. 

No Congresso, Bolsonaro também optou por caneta preta clássica. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.