Em sabatina da Folha, Baccarin propõe discutir taxação de ricos para subsidiar transporte em Jaboticabal

Candidato do PT governou a cidade de 1989 a 1992 e está em sua terceira disputa

Ribeirão Preto

Candidato à Prefeitura de Jaboticabal, José Giácomo Baccarin (PT) propõe discutir a cobrança de uma alíquota mais alta do IPTU de grandes propriedades que não estejam em uso como forma de subsidiar a tarifa do transporte coletivo.

A afirmação foi feita em sabatina da Folha, que está entrevistando os cinco candidatos a governar a cidade do interior paulista a partir de 1º de janeiro.

Segundo Baccarin, que foi prefeito de Jaboticabal de 1989 e 1992, se o transporte coletivo for subsidiado em seu eventual governo, será necessário dizer de onde vem o dinheiro para isso.

“Vamos cobrar um IPTU mais alto de quem tem muitos imóveis? Vamos subsidiar o transporte público com o IPTU mais alto daqueles que têm muitos imóveis, que não são usados, então fazer uma minirreforma tributária. É uma boa discussão”, disse.

Jaboticabal, com 77,6 mil habitantes, tem cobertura completa da Folha durante as eleições municipais deste ano. O município foi escolhido por ser uma cidade com forte peso educacional e destaque econômico, embora sem horário eleitoral na TV e com atuação restrita da imprensa profissional.

A proposta sobre o IPTU não consta em seu programa de governo, que contempla o combate à especulação urbana, por meio da adoção desse imposto progressivo. “Não especificamente para isso [subsidiar o transporte], mas podemos caminhar para isso”, afirmou.

Baccarin disse ainda que aposta na memória do que foi construído nos governos do PT na cidade —além dele, sua candidata a vice, Maria Carlota Niero Rocha, governou a cidade de 1997 a 2004— para vencer a eleição deste ano.

homem de camisa azul e máscara vermelha entrega panfleto a morador
O candidato à prefeitura José Giácomo Baccarin (PT) faz campanha em bairro de Jaboticabal - Eduardo Anizelli/ Folhapress

“O que nós construímos na cidade é algo muito relevante e que as pessoas levam em conta. Nós tivemos dificuldades, eu disputei em 2012, fiquei em segundo lugar e era favorito, perdi a eleição. Em 2016 foi um ano muito difícil para o PT em todos os lugares, não foi só em Jaboticabal. Acho que neste ano de 2020 nós temos muitas chances de voltar a administrar a Prefeitura de Jaboticabal.”

O petista disse ainda que a falta d’água na cidade pode ser resolvida apenas com gestão, sem a necessidade de construir novos poços, e que terá recursos para investir cortando pela metade o total de cargos de confiança em relação aos postos utilizados nos últimos governos.

Os cinco candidatos estão sendo sabatinados pelos jornalistas Eduardo Scolese, editor de Poder da Folha, e Marcelo Toledo, correspondente da Folha no interior paulista.

A sabatina de Marcos Bolsonaro (PSL), quarto participante e estreante na política, será publicada nesta quinta-feira (22). O encerramento da série será com Professor João (DEM), ex-vereador e ex-secretário da Saúde, na sexta-feira (23).

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.