Descrição de chapéu Eleições 2020

Boulos participou de 7 eventos presenciais após saber que aliada tinha Covid

Campanha soube de contaminação de Sâmia Bomfim (PSOL) na segunda e diz que só atos em ambientes controlados foram mantidos

São Paulo

Candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos participou de diversos eventos de campanha nesta semana após uma aliada que esteve com ele ter sido diagnosticada com Covid-19.

A campanha soube na segunda-feira (23) que a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) havia contraído a doença. Como a parlamentar havia estado com o candidato na sexta (20), ele decidiu também fazer o teste. O exame foi realizado apenas na quinta-feira (26), três dias depois.

Entre o momento em que soube da contaminação de Sâmia e o resultado de seu próprio exame, Boulos esteve em ao menos sete atos presenciais de campanha.

A notícia chegou no fim da manhã de segunda-feira (23), no encerramento de um evento de Boulos com líderes evangélicos no centro. Sâmia tuitou que tinha a doença às 11h27.

De lá, o candidato seguiu para um evento de rua também no centro da cidade, que teve cerca de cem pessoas.

Abordado pelos repórteres ao deixar o local, Boulos disse estar ciente da contaminação da deputada e desejou melhoras a ela. Durante a atividade, militantes e o próprio Boulos pediram às pessoas que mantivessem distância, mas as falas não tiveram muito apelo, e a aglomeração se manteve.

Guilherme Boulos (PSOL) se encontra com servidores públicos da área de segurança na última terça (24)
Guilherme Boulos (PSOL) em evento com servidores públicos da área de segurança na última terça (24) - Marlene Bergamo - 24.nov.20/Folhapress

Na noite de segunda-feira, ele deu entrevista para o programa Roda Viva, da TV Cultura, na presença de jornalistas, funcionários da emissora, assessores e seu adversário, Bruno Covas (PSDB).

No dia seguinte, terça-feira (24), Boulos se encontrou com servidores públicos da área de segurança pública no mesmo hotel no centro de São Paulo onde ocorrera o evento a que Sâmia compareceu. Havia cerca de 20 pessoas presentes na conversa.

No mesmo dia, ele encontrou-se com dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo, que tem 71 anos e, portanto, pertence ao grupo de risco. Uma foto publicada pela campanha mostra os dois lado a lado, de máscara, a pouco centímetros de distância.

Na quarta-feira (25), o candidato participou de uma sabatina presencialmente, promovida pela rádio CBN.

No mesmo dia, teve encontro com mulheres em Itaquera, na zona leste, para discutir a violência doméstica. A imagem divulgada pela campanha mostra Boulos em um palco e ao menos 50 mulheres sentadas em carteiras acompanhando sua fala.

Na quinta-feira, dia em que fez o teste, o candidato teve novo encontro que juntou diversas pessoas. Esteve com pequenos comerciantes na região da Santa Ifigênia, no centro de São Paulo.

Imagens mostram uma conversa ao ar livre, com cadeiras em cima de um gramado, e cerca de 40 pessoas, algumas delas idosas. Os presentes nem sempre se sentaram de forma distanciada.

-
O candidato à Prefeitura de São Paulo Guilherme Boulos se encontra com Dom Odilo Scherer, cardeal arcebispo de São Paulo - Divulgação - 24.nov.2020

Boulos, ao longo desses dias, também fez diversas reuniões com sua coordenação de campanha e deu entrevistas remotamente. Participou por videoconferência de uma sabatina da Folha e do UOL, por exemplo.

Nesse período, ele não teve contato direto com sua candidata a vice, Luiza Erundina, que tem 85 anos. Para se proteger, a ex-prefeita só passou a sair às ruas há algumas semanas, usando uma caminhonete adaptada, com uma cabine de acrílico onde ela fica isolada.

A última vez em que os dois se viram pessoalmente, segundo a campanha, foi no sábado (21), mas Erundina estava separada dele pela parede transparente. Ambos também usavam máscara na ocasião, durante uma caminhada em Heliópolis (zona sul).

Nos eventos acompanhados pela Folha, o postulante sempre usou máscara, mesmo enquanto discursava. Em alguns dos encontros, contudo, a entrada da imprensa só foi liberada depois da conversa com os apoiadores. A campanha informou que os presentes usaram a proteção o tempo todo.

O coordenador da campanha de Boulos, Josué Rocha, disse que foram seguidos todos os procedimentos recomendados pelo Ministério da Saúde.

“O protocolo prevê que, se houver contato domiciliar com pessoa infectada, é preciso haver isolamento. Se o contato for esporádico, como no caso de Boulos e Sâmia, e não houver sintoma, isso não é necessário, nem mesmo fazer teste”, afirmou.

Mesmo assim, segundo Rocha, a campanha decidiu ser rigorosa, fazendo o exame, que acabou dando positivo.

A decisão de realizar o teste na quinta-feira (26) foi planejada, diz ele, para pegar a melhor janela para detecção do coronavírus.

“O teste foi feito no momento mais oportuno, que é entre o terceiro e o décimo dia. Se fosse feito muito antes ou muito depois, poderia dar falso negativo. A ideia era ser transparente”, declarou.

Como o contato de Boulos e Sâmia foi na sexta-feira (20), o teste ocorreu no sexto dia após essa interação.

O coordenador afirmou que, tão logo houve a suspeita, os eventos de rua foram cancelados e apenas atos em ambientes “controlados” foram mantidos.

“Fizemos agenda com público em ambientes em que pudemos garantir o mínimo de distanciamento, com número de pessoas muito menor”, disse.

Durante a campanha, tanto Boulos quanto Covas promoveram agendas que ignoraram o distanciamento social e outras medidas de controle da pandemia, com exceção do uso de máscaras, mesmo diante do aumento de internações por Covid-19 na cidade nos últimos dias.

Com frequência, houve cenas de aglomeração, empurra-empurra e também apelos das equipes dos candidatos por distanciamento, além de distribuição de álcool em gel.

Ao longo da corrida eleitoral, a Folha questionou os dois sobre as aglomerações em eventos. Ambos ressaltavam a importância de não ignorar a pandemia, mas afirmavam que as agendas seguiam "todos os cuidados necessários".

"Tem equipe com álcool em gel, orientando o distanciamento", disse Boulos após uma caminhada pelo centro da capital no último dia 20.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.