Medicamentos biossimilares são tema de seminário online da Folha

Evento acontece quarta (21) e quinta-feira (22), a partir das 15h, com transmissão ao vivo

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Folha vai abordar a questão do acesso e da liberação de medicamentos biossimilares no Brasil em um seminário virtual que acontece na quarta (21) e quinta-feira (22), a partir das 15h.

Esses fármacos têm efeitos equivalentes aos remédios biológicos de referência e hoje são vistos como forma de facilitar o acesso a tratamentos para enfermidades como câncer e doenças autoimunes no Brasil e no mundo.

Ao contrário de países onde o investimento em biossimilares já é uma realidade, no Brasil os medicamentos hoje em circulação foram aprovados apenas nos últimos anos, especialmente em 2019 e 2020. Seu uso vem sendo incorporado de forma lenta no país.

​No debate de quarta-feira (21), foram discutidos os investimentos feitos em biossimilares no Brasil.

Nesta quinta (22), serão duas mesas de debate, entre as 15h e as 17h. A primeira abordará a questão dos preços e do acesso aos medicamentos, a segunda falará sobre como os biossimilares podem ampliar os tratamentos de diferentes tipos de câncer e doenças autoimunes.

Todas as conversas serão mediadas pela jornalista Cláudia Colucci, repórter especial da Folha.

Funcionário da fábrica da Libbs em Embu das Artes (SP) coloca células vivas na máquina usada durante a produção de biossimilares
Funcionário da fábrica da Libbs em Embu das Artes (SP) coloca células vivas na máquina usada durante a produção de biossimilares - Divulgação

Para participar do evento, não é preciso fazer inscrição. O seminário será transmitido ao vivo na home e nas redes sociais do jornal. O público ainda poderá enviar perguntas aos participantes por WhatsApp no número (11) 99648-3478

*

Seminário Medicamentos Biossimilares

Dias 21 e 22 de outubro (quarta e quinta-feira)


Mesa 1: Os biossimilares e os investimentos no Brasil

Quando: Quarta-feira (21), às 15h
Convidados: Gustavo Mendes (gerente-geral de medicamentos e produtos biológicos da Anvisa), Mirna Oliveira (farmacêutica da SES/DF e ex-coordenadora do Complexo Industrial da Saúde do MS) e Valderílio Feijó Azevedo (chefe do serviço de reumatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná)


Mesa 2: A questão dos preços e do acesso aos medicamentos

Quando: Quinta-feira (22), às 15h
Convidados: Fabio Antoneli (diretor da unidade de negócio de especialidades da Sandoz), Gladis Lima (presidente da ONG Psoríase Brasil), Leandro Safatle (especialista em políticas públicas e gestão governamental da coordenação de prospecção da presidência da Fiocruz) e Rachel Riechelmann (chefe do departamento de oncologia clínica do AC Camargo Cancer Center)


Mesa 3: Biossimilares podem ampliar tratamentos de cânceres e doenças autoimunes, como artrite, psoríase, doenças degenerativas e doença de Chron

Quando: Quinta-feira (22), às 16h
Convidados: Franklin Pimentel (oncologista do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto), Rony Schaffel (professor da UFRJ, coordenador do transplante de medula óssea e investigador principal de estudo com biossimilares) e Rogério Saad (presidente do GEDIIB - Grupo de Estudos da Doença Inflamatória Intestinal do Brasil)

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.