Amazon é líder em investimento em tecnologia

Pesquisa aponta que empresa aplicou mais de US$ 13,6 bilhões em inovação em 2018, boa parte em computação em nuvem

Kim S. Nash
Nova York

A Amazon investiu mais de US$ 13,6 bilhões em tecnologia em 2018, o que a coloca na liderança do ranking mundial dos gastos com tecnologia, de acordo com uma nova pesquisa da IDC. 

A Alphabet, controladora do Google, e o Walmart ficaram com a segunda e terceira posições. Cada uma investiu cerca de US$ 12 bilhões em software, hardware, serviços, equipamento de telecomunicações e pessoal.

Servidores e outras formas de infraestrutura para data centers respondem por boa parte dos gastos da

Amazon e Google, que estão desenvolvendo serviços de computação em nuvem para venda a outras empresas.

Em 2018, as dez empresas que lideram o ranking responderam por 7% dos gastos totais de US$ 1,1 trilhão das 4.800 empresas acompanhadas pela pesquisa.

O Walmart, a única companhia de varejo entre as dez primeiras, vem investindo em tecnologia para melhorar sua cadeia de suprimento, seus sistemas de comércio eletrônico e seus serviços logísticos, afirma Jeremy King, vice-presidente de tecnologia da empresa.

King disse que o investimento estimado pela IDC para sua empresa, US$ 11,7 bilhões em 2018, incluía gastos em tecnologias portáteis e robôs. 

Segundo ele, o Walmart gastará ainda mais neste ano. Expandirá o uso de robótica em seus armazéns e lojas, integrando-a aos sistemas de estoque e outros.

King disse que o Walmart expandiu sua equipe de tecnologia em cerca de 1.700 profissionais, em 2018, e que espera contratar mais 2.000 pessoas neste ano.

Os negócios de computação em nuvem da Amazon não param de crescer, e isso requer cada vez mais servidores, disse Lantsman. A Amazon lidera o mercado de serviços de computação em nuvem, mas o Google e a Microsoft vêm tentando tirar o atraso.

“Estão gastando montanhas de dinheiro para criar essas plataformas seguras de computação em todo o mundo”, disse Lantsman.

Os bancos também estavam entre os maiores investidores, entre os quais JPMorgan Chase, Bank of America e Wells Fargo. A segurança da computação e ferramentas digitais para operações bancárias são áreas que atraem investimento considerável da parte dos bancos.

Traduzido do inglês por Paulo Migliacci

The Wall Street Journal
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.