Descrição de chapéu Deutsche Welle

Um ônibus e um bonde para conhecer Berlim

Linha 100 passa por principais pontos turísticos; bonde M10 é opção para explorar vida noturna

Passageiros esperam ao lado de ponto na rua para embarcar em um ônibus. O letreiro indica que é a linha 100, que vai até Alexanderplatz, em Berlim
Ônibus da linha 100, que foi criada em 1990 - DW
DW

Entre as dez linhas de metrô, 22 de bonde e mais de 150 de ônibus do transporte público de Berlim, uma de ônibus e outra de bonde são especialmente úteis para turistas que desejam fugir dos city tours oferecidos por empresas particulares.

A linha 100, a de ônibus mais conhecida da capital alemã, liga a famosa praça Alexanderplatz ao zoológico (e vice-versa). Em seu percurso de oito quilômetros, ela passa pelos principais pontos turísticos da cidade: Portão de Brandemburgo, Ilha dos Museus, Catedral de Berlim, Parlamento, parque Tiergarten, Coluna da Vitória, Gedächtniskirche (Igreja Memorial do Imperador Guilherme). Seu trajeto é completo em cerca de meia hora.

Mas a linha 100 não se destaca apenas por seu aspecto turístico, ela tem um peso histórico. Criada em 1990, foi a primeira linha de ônibus a circular entre a Berlim Oriental e Ocidental, ligando o centro das duas cidades, que surgiram com a divisão e se distanciaram com o muro.

Já a segunda dica para conhecer Berlim se transforma com o cair da noite. A linha de bonde M10 foi apelidada de "Bonde da Festa", por conectar as principais cenas da vida noturna da cidade. Seu trajeto de dez quilômetros liga Moabit, passando pela estação central, Mitte e Prenzlauer Berg, até a Warschauer Strasse, em Friedrichshain. Além disso, ela é uma das linhas que não para, circulando 24 horas por dia.

Com o M10, é possível chegar a clubes legendários da cidade –Watergate e Berghain– , e também a locais que concentram diversos bares e discotecas como as regiões próximo às estações Eberwalder Strasse e Warschauer Strasse.

Durante o dia, em seu percurso de 38 minutos, o M10 é uma opção para conhecer atrações turísticas como o Museu de História Natural, o Memorial do Muro de Berlim, o Museu Hamburger Bahnhof, e o parque Mauerpark. Ele também é uma importante ligação no leste da cidade.

A popular linha é ainda que a mais cresceu em número de usuários nos últimos anos na cidade. Atualmente, há planos de ampliá-la ainda mais. No futuro, o M10 deve passar por Kreuzberg e terminar na Hermannplatz, em Neukölln. Quando sua ampliação estiver completa, o M10 fará ainda mais jus ao apelido "Bonde da Festa", pois conectará os outros dois bairros famosos por sua vida noturna.

Tanto uma volta no 100 ou M10 custam € 2,80 (R$ 11,70), o preço atual de uma passagem no transporte público berlinense.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.