Jardineiros vencem calor e cobrem praça com 500 mil flores em Bruxelas

Organizadores temiam que altas temperaturas atrapalhassem produção das plantas para tapete

Tapete de flores montado em praça
Tapete de flores com 1.800 metros quadrados na Grand-Place, em Bruxelas - Yves Herman/Reuters
Bruxelas | Reuters

​Jardineiros da Bélgica tiveram que driblar as altas temperaturas para conseguirem montar o famoso tapete de flores de Bruxelas, composto por 500 mil begônias e dálias.

Com um dos verões mais quentes já registrados na Europa, a preocupação dos organizadores era que o calor atrasasse o florescimento.

"Foi muito difícil. Até dez dias atrás, as pessoas estavam com medo de que não tivéssemos flores suficientes. Felizmente, nas últimas duas semanas o tempo mudou, o que possibilitou a produção de novas flores", diz Troch Peters, vendedor de flores belga.

Apesar da preocupação, os organizadores conseguiram montar a 21ª edição do tapete de flores, com 1.800 metros quadrados, na Grand-Place da cidade. Ele ficará por ali até domingo (19).

O desenho deste ano foi inspirado na região de Guanajuato, no México. Na estampa, que foi criada pela designer Ana Rosa Aguilar Aguado, há um pássaro, elemento comum de tecidos indígenas mexicanos, cercado por ilustrações da fauna e flora do país.

"Venho ver o tapete desde a infância e, a cada edição, fico ainda mais impressionada com os detalhes do desenho", diz a visitante Judith Daniels, de Los Angeles.

O tapete de flores é montado desde 1971, quando conselheiros de Bruxelas se inspiraram na montagem similar da província de Flandres e decidiram replicar na cidade. Desde então, o tapete é montado a cada dois anos, atraindo dezenas de milhares de visitantes.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.