Conheça cinco cidades da Alemanha fora da rota turística

Locais guardam palácios medievais, fontes de águas termais e museus

São Paulo

O jornalista e colunista da Folha Eduardo Sodré indica cinco cidades alemãs pouco conhecidas que podem ser descobertas em passeios de um dia.

Goslar
Há construções com mais de mil anos na cidade, que fica na região montanhosa de Harz. Uma das edificações mais antigas é o palácio medieval Kaiserpfalz, erguido no início do século 11. As ruas preservam características da idade Média e há bruxinhas à venda em todos os cantos. A região é também conhecida pelos rituais pagãos do passado, que viraram mote para atrações turísticas

Hof
A cidade de 47 mil habitantes ganhou fama na Baviera porque ficava na fronteira entre a Alemanha Ocidental e a Oriental. Um museu conta a história desse período e preserva até as torres de controle usadas pelos soldados da Alemanha Oriental e o arame farpado. A história da divisão do país e da reunificação é apresentada em detalhes

Wiesbaden 
Após passar por Mainz, vale rodar mais 15 km até Wiesbaden, onde está um dos principais museus de arte e história natural da Alemanha. Parques e fontes de águas termais também merecem uma visita, mas apenas caminhar por suas ruas bem cuidadas e arborizadas já vale o passeio

Wolfsburg 
As torres da fábrica da Volkswagen são o símbolo da cidade, que foi fundada em 1938 para ser a casa dos trabalhadores que produziam o Fusca e seus derivados. Tudo gira em torno da montadora, que mantém um dos principais centros sobre a história do automóvel no mundo. É também um dos melhores lugares para compras na Alemanha, com diversos outlets

Mainz
As pedras avermelhadas usadas na construção da cidade, que fica a 45 quilômetros de Frankfurt, são tiradas das margens do Reno. A principal atração é o Gutenberg Museum, que expõe algumas das enormes bíblias produzidas entre 1452 e 1455 na primeira prensa do mundo. Há também a igreja de St. Stephan, decorada com vitrais de Marc Chagall (1887-1985)

Erramos: o texto foi alterado

Diferentemente do publicado em versão anterior deste texto, Hof não era cortada pelo Muro de Berlim, mas sim ficava na fronteira entre a Alemanha Ocidental e a Oriental

 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.