Painel

Editado por Guilherme Seto (interino), espaço traz notícias e bastidores da política. Com Danielle Brant

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Painel

Brasileiros no Líbano relatam ao Itamaraty insatisfação com visita de governadores a Bibi

Tarcísio de Freitas e Ronaldo Caiado estiveram com primeiro-ministro de Israel para dar apoio

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Representantes da comunidade brasileira no Líbano transmitiram a membros do Itamaraty nesta terça-feira (19) insatisfação com a visita dos governadores de São Paulo, Tarcisio de Freitas (Republicanos), e de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), ao primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu.

Os governadores Ronaldo Caiado e Tarcisio de Freitas com o primeiro-ministro Binyamin Netanyahu - Ronaldo Caiado no Instagram

O Ministério das Relações Exteriores está numa visita pelo Oriente Médio desde o último final de semana, com uma delegação chefiada pelo chanceler Mauro Vieira. Os diplomatas passaram pela Cisjordânia, Jordânia, Líbano e Arábia Saudita.

No Líbano, vivem cerca de 22 mil brasileiros, sendo que aproximadamente 4.000 estavam baseados na região sul do país, mais exposta à troca de mísseis com Israel, e tiveram de ser deslocados para outras áreas.

Embora o risco de uma escalada militar entre os dois países tenha arrefecido desde os ataques do Hamas, em 7 de outubro, a hipótese de uma conflagração maior não está totalmente descartada.

Para integrantes da comunidade brasileira que se encontraram com o Itamaraty, a imagem da foto de Tarcísio e Caiado com Netanyahu foi como um "soco no estômago".

Os dois governadores foram a Israel para fazer um contraponto às declarações críticas ao país feitas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar cinco acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.