Painel

Editado por Guilherme Seto (interino), espaço traz notícias e bastidores da política. Com Catarina Scortecci e Danielle Brant

Salvar artigos

Recurso exclusivo para assinantes

assine ou faça login

Painel
Descrição de chapéu Eleições 2024 São Paulo

Coronel de Bolsonaro deve ser vice e secretário de Segurança de Nunes

Mello Araújo provavelmente será oficializado na chapa do prefeito de SP nesta semana

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Provável vice na chapa do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), o ex-chefe da Rota Ricardo de Mello Araújo (PL) deve acumular também a função de secretário municipal de Segurança, caso o projeto de reeleição seja bem sucedido em outubro.

O coronel da reserva da Polícia Militar, indicado para a vice pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), provavelmente será oficializado na chapa ainda nesta semana, após conversas de Nunes, Bolsonaro e o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) com lideranças dos partidos aliados.

Cinco indivíduos estão alinhados em frente a uma cerca de metal, com dois homens de terno ladeados por três policiais uniformizados, cada um portando um rifle. A expressão séria e a postura de prontidão dos seguranças contrastam com a postura relaxada do homem no centro
Coronel da reserva Mello Araújo durante encontro com Jair Bolsonaro - Reprodução-2.mai.2021/@melloaraujo10 no Instagram

Antes de ganhar força como vice, Araújo já foi cotado para assumir a pasta de Segurança da capital. Tratava-se de uma tentativa de aliados de Nunes de tirá-lo da disputa pela vice, pois ele era visto como um nome pesado, muito identificado ao bolsonarismo radical e ligado às forças de segurança, o que dificultaria a entrada junto ao eleitorado das periferias.

No entanto, com a chegada de Pablo Marçal (PRTB) na disputa em São Paulo, Bolsonaro ganhou uma alternativa eleitoral, e, com isso, passou a ser mais valorizado pela campanha do prefeito.

O acúmulo de vice-prefeitura e secretaria é frequente em gestões municipais. Mais recentemente, Bruno Covas (PSDB) foi secretário de Prefeituras Regionais e Casa Civil na gestão Doria, Nadia Campeão (PCdoB) foi secretária de Educação de Fernando Haddad (PT), e Alda Marco Antonio (PSD) foi secretária de Assistência Social de Gilberto Kassab (PSD).

Quatro homens sorridentes posam juntos para uma fotografia na sede da Prefeitura de São Paulo
Da esq. para a dir., o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) e o coronel Mello Araújo (PL) após almoço na capital paulista - Rafaela Araújo-14.jun.2024/Folhapress

LINK PRESENTE: Gostou deste texto? Assinante pode liberar sete acessos gratuitos de qualquer link por dia. Basta clicar no F azul abaixo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.