Polícia prende mais um suspeito de envolvimento em roubo de ouro em Guarulhos

Marcelo José de Lima é o quinto preso suspeito de participar da ação

São Paulo

Policiais da 5ª Delegacia Patrimônio do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) prenderam, na madrugada desta sexta-feira (22), o quinto suspeito de participar do ataque ao carregamento de ouro ocorrido em julho deste ano, no Aeroporto Internacional André Franco Montoro, em Guarulhos (Grande SP).

De acordo com a polícia, Marcelo José de Lima, 44, admitiu participação no crime. Ele coleciona passagens anteriores por roubo a carro-forte. Além disso, integra uma organização criminosa que executou o roubo pelo fato de já ter tido um comércio de ouro no centro da cidade de São Paulo e saber os caminhos para "escoamento" da carga roubada.

Atualmente, Lima morava no Morumbi (zona sul), construía uma chácara de alto padrão em Atibaia (a 64 km de SP) e reformava um imóvel em Peruíbe. Com ele, foram apreendidos um veículo Jeep Compass novo e anotações referentes a valores elevados.

A prisão ocorreu num posto de combustíveis na rodovia Fernão Dias, sentido capital. Na ocasião, ele estava acompanhado da família.

Segundo o delegado Pedro Ivo Corrêa, da 5ª Delegacia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, seus bens ultrapassam R$ 2 milhões.

A polícia já solicitou a quebra do sigilo bancário e o bloqueio das contas de Lima.

A polícia civil continua investigando o caso e trabalha para identificar e prender outros integrantes da quadrilha.

No dia 25 de julho, uma quadrilha roubou cerca 720 kg de ouro —cujo valor estimado supera R$ 120 milhões— de uma empresa de transporte de valores no aeroporto de Guarulhos. O bando se disfarçou de policiais federais e usou duas viaturas clonadas. A polícia estima que 14 criminosos participaram da ação.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.