Relembre outros casos de grandes assaltos no interior paulista

Ações similares às ocorridas em Criciúma (SC) e Cametá (PA) vêm ocorrendo em SP

São Paulo

As cidades de Criciúma (SC) e Cametá (PA) foram alvo de ação de criminosos nesta semana nesta segunda (30) e quarta (2).

Na cidade paraense, homens armados cercaram o quartel da Polícia Militar, fizeram reféns, atacaram ao menos uma agência bancária com explosivos, atiraram para cima e provocaram pânico entre os moradores. Segundo o prefeito Waldoli Valente (PSC), uma pessoa morreu.

Já em Santa Catarina, a ação de pelo menos 30 criminosos, com dez automóveis e armamento de calibre exclusivo das Forças Armadas, teve como alvo agência do Banco do Brasil.

Esse tipo de ação, vista nos últimos dias em outros estados, vinha sendo recorrente no interior paulista nos últimos anos. Relembre alguns dos casos:

Novembro 2020

Araraquara (277 da capital). Quadrilha incendeia veículos para cercar um batalhão da Polícia Militar durante um assalto a agências bancárias, usando explosivos para acessar o dinheiro

Veículos foram incendiados em frente ao batalhão da PM em Araraquara
Veículos foram incendiados em frente ao batalhão da PM em Araraquara - redes sociais

Agosto 2020

Botucatu (237 km da capital). Grupo de assaltantes armados com fuzis e metralhadoras enfrenta por mais de duas horas as forças de segurança de São Paulo e consegue fugir com cerca de R$ 2 milhões de uma agência bancária

Maio 2020

Ourinhos (371 km da capital). Bandidos atacam base da PM e cerca delegacia enquanto roubam agências bancárias da cidade. Um refém foi usado como escudo humano

Outubro de 2019

Campinas. Grupo invade terminal de cargas do aeroporto de Viracopos, em Campinas. Três criminosos foram mortos e cinco pessoas feridas, quatro delas vigilantes e policiais atingidos

Abril 2019

Guararema (Grande SP). Bando com cerca de 25 criminosos atacou duas agências da cidade. Três suspeitos foram presos e 11 deles foram mortos pelos PMs

Outubro de 2018

Ribeirão Preto (313 km da capital). Quadrilha em ao menos 21 veículos, participaram de ataque à sede da empresa de valores Brinks. Um suspeito foi morto e outros três presos pela polícia durante confronto

Setembro de 2018

Bauru (329 km da capital). Grupo enfrenta policiais para roubar agências bancárias da cidade. Bando usou drone para monitorar a movimentação das forças de segurança

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.