Central Única das Favelas arrecada alimentos para escolas de samba e blocos afro

Contra a fome, entidade se volta à cadeira produtiva do carnaval no Rio de Janeiro

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Em campanha permanente contra a fome no país, a Central Única das Favelas (Cufa) se volta à cadeia produtiva do carnaval nesta semana. A organização arrecada alimentos e itens de higiene para escolas de samba e blocos afro afetados pela pandemia.

A campanha “G. R. E. S. Unidos da Cufa” acontece entre os dias 26 e 30 de julho. As doações podem ser feitas no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, e também pelo site da entidade.

A partir do dia 31, as agremiações que aderirem à campanha poderão retirar os itens arrecadados para distribuição entre seus trabalhadores e comunidades do entorno.

A iniciativa é uma parceria da Cufa com a Frente Nacional Antirracista e tem o apoio de Liga das Escolas de Samba, Liga Independente do Grupo A do Rio de Janeiro, Liga Independente das Escolas de Samba do Brasil e RioTur.

“O samba e o carnaval são festas populares que vêm das favelas e que são feitos, em sua maioria, por trabalhadores informais que amam a festa, mas também dependem dela", diz Preto Zezé, presidente nacional Cufa.

"Estamos nos mobilizando para dar suporte para um povo que se mobiliza o ano todo para que possamos festejar.”

Arrecadação de alimentos em São Paulo

A Cufa também promove nesta semana ação com a Consigaz no Estado de São Paulo. Para cada cesta básica arrecadada até sábado, 31 de julho, em 210 pontos de venda, a marca acrescentará uma unidade para dobrar a doação.

O objetivo é somar 20 toneladas em produtos, que serão distribuídos no dia 3 de agosto na favela de Heliópolis.

Em 2020, com a campanha "Mães da Favela", a Cufa destinou mais de 1,3 milhão de cestas básicas em comunidades de todo o país. Distribuiu ainda 500 mil chips para manter famílias conectadas no período de distanciamento social.

A iniciativa foi um dos destaques no Prêmio Empreendedor Social do Ano em Resposta à Covid-19, que segue com inscrições abertas para sua edição 2021 até 2 de agosto em folha.com/empreendedorsocial2021.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.