Nos pênaltis, Grêmio bate Independiente (ARG) e conquista bi da Recopa

Marcelo Grohe defendeu última cobrança do time argentino

Marinho Saldanha
Porto Alegre | UOL

O Grêmio conquistou o bicampeonato da Recopa Sul-Americana ao vencer o Independiente (ARG) nos pênaltis, em casa, nesta quarta (21). O goleiro Marcelo Grohe defendeu a última cobrança, de Benítez.

Com um jogador a mais desde o primeiro tempo, o clube tricolor pressionou e perdeu chances de todo jeito.

No tempo normal e na prorrogação, o Independiente segurou o 0 a 0. Nos pênaltis, brilhou a estrela de Marcelo Grohe, que defendeu a última cobrança, garantiu o 5 a 4 na disputa e fez o atual campeão da Libertadores confirmar seu domínio continental contra vencedor da última edição da Sul-Americana.

Ao longo dos 120 minutos, Luan, Cícero, Jael e Everton, este último o melhor em campo, perderam seguidas oportunidades. A missão em tese deveria ter sido mais fácil, já que Amorebieta foi expulso ainda no primeiro tempo, após falta dura em Luan. O vermelho aconteceu com auxílio do árbitro de vídeo, repetindo roteiro da última semana, quando o Grêmio também teve um a mais e mesmo assim não conseguiu mais que um empate --na ocasião, 1 a 1 na Argentina.

Nas cobranças das penalidades, no entanto, o Grêmio prevaleceu. Maicon, Cícero, Jael, Everton e Luan fizeram para o Grêmio. Gaibor, Meza, Domingo e Romero marcaram pelo Independiente, mas Benítez perdeu a última batida.

A última conquista gremista na Recopa havia sido em 1996. Foi o time de Felipão que ergueu a taça na ocasião. É o terceiro título do clube nos últimos três anos: Copa do Brasil em 2016, Libertadores em 2017 e Recopa em 2018.


Jogadores do Grêmio comemoram o título da Recopa Sul-Americana em sua arena - Associated Press


Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.