Por Copa, Neymar decide operar e só deve voltar a jogar em maio

Atacante do PSG vai colocar pino em fissura causada no pé direito

Paris | UOL

O atacante Neymar passará por uma cirurgia nos próximos dias para a colocação de um pino na fissura sofrida no quinto metatarso do pé direito durante o jogo do PSG contra o Olympique de Marselha, no último domingo (25).

O tempo de recuperação estimado é de pelo menos dois meses e a volta do atacante brasileiro deve ocorrer em maio. A informação foi publicada pelo site Globoesporte e, posteriormente, confirmada pelo UOL Esporte, do Grupo Folha.

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (27), o técnico do PSG, Unai Emery, declarou que a informação de que o jogador será operado é falsa. "Falei com o médico nesta manhã, e ele me explicou o que os exames revelaram. Também falei sobre o assunto com o Antero (Henrique, diretor esportivo), com o presidente e com o próprio jogador", afirmou.

À Folha, o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, afirmou que está a caminho de Paris para examinar Neymar. Ele disse que mantém contato diário com o departamento médico do PSG e que um direcionamento para o quadro do jogador só será definido após novos exames.

"Ainda não existe uma decisão sobre o que será feito. A partir de amanhã, depois que eu examinar o atleta, tomaremos uma decisão. Hoje, não tem definição", afirmou Lasmar. "A princípio não dá para dizer o tempo de recuperação, porque precisamos saber com precisão do que se trata, para então determinarmos um diagnóstico e definirmos."

Neymar chora em campo após lesão
Neymar chora em campo após lesão - Geoffroy Van Der Hasselt/AFP

A decisão de operar teria sido tomada pelo próprio jogador na noite de segunda (26) e teve como principal motivo a total recuperação antes da Copa do Mundo. Segundo especialistas, a lesão poderia não cicatrizar por completo sem cirurgia.

Desta forma, Neymar voltaria a jogar às vésperas da Copa, que terá início em junho na Rússia. O brasileiro poderia participar de partidas das rodadas finais do Campeonato Francês e, se o PSG avançar, da reta final da Liga dos Campeões.

Inicialmente, Neymar foi avisado de que o entorse no tornozelo direito era leve. O problema foi a existência de uma fissura sofrida no quinto metatarso do pé direito, também no duelo contra o Olympique de Marselha.

Neymar teve uma segunda-feira agitada. Foi ao PSG pela manhã e teve diagnóstico positivo quanto ao problema no tornozelo. O estafe do jogador trabalhava com a possibilidade de presença contra o Real Madrid, na próxima semana.

De noite, ao realizar novos exames no hospital, o camisa 10 foi informado sobre a fissura no pé e, pouco depois, teria escolhido realizar a cirurgia. A decisão seria fruto de uma conversa com o pai, Neymar da Silva Santos, o preparador físico Ricardo Rosa e o fisioterapeuta Rafael Martini.

Se for operado, o jogador deverá retornar aos treinamentos no fim de abril.

A contusão também poderá tirar Neymar dos dois próximos amistosos da seleção brasileira, contra a Rússia (23 de março) e Alemanha (27 de março). Para aguardar uma definição, Tite adiou a convocação para o dia 12 de março. Serão os dois últimos jogos antes da lista final para a Copa do Mundo, que será apresentada em maio.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.