São Paulo volta a 'arapuca' para jogar contra o Atlético-MG

No estádio criticado pelo ex-presidente Juvenal Juvêncio, time tenta manter a liderança

São Paulo

​Será em um estádio chamado de “arapuca” por Juvenal Juvêncio, ex-presidente do São Paulo morto em 2015, que o São Paulo defenderá a liderança do Campeonato Brasileiro pela sexta rodada consecutiva.

Jogadores do São Paulo comemoram vitória sobre a Chapecoense, que fez o time terminar o primeiro turno na liderança do Brasileiro
Jogadores do São Paulo comemoram vitória sobre a Chapecoense, que fez o time terminar o primeiro turno na liderança do Brasileiro - Paulo Whitaker - 19.ago.18/Reuters

Desde 2012, quando o Atlético-MG passou a mandar a maioria de seus jogos no Independência, o Tricolor contabilizou lá apenas uma vitória e uma porção de dissabores. 

O duelo desta quarta (5), às 21h45, vai acontecer no mesmo dia em que o Atlético completa seis anos mandando suas partidas no local. O clube tem contrato para explorar o estádio do América-MG até 2022.

O primeiro confronto aconteceu em 12 de setembro de 2012, pelo Brasileiro, quando o Atlético venceu o São Paulo por 1 a 0, gol do atacante Leonardo. De lá para cá, foram seis vitórias alvinegras, um empate e um triunfo tricolor.

A derrota mais dolorosa do São Paulo no bairro Hortoflorestal de Belo Horizonte foi na Libertadores de 2013. O time paulista já havia perdido no Independência na fase de grupos e voltou a encontrar o rival nas oitavas de final da competição. Era a época em que a torcida atleticana dizia com orgulho: “Caiu no Horto, está morto”. Foi nesse contexto que Juvenal Juvêncio resolveu dar a sua opinião sobre a arena mineira. “É uma arapuca. Você atravessa no meio da torcida, uma coisa maluca. Não se pode nem chamar de estádio.”

Em campo, Ronaldinho Gaúcho fez a diferença e o Atlético-MG se classificou com uma goleada por 4 a 1.
O aproveitamento atleticano no Horto neste Brasileiro é bom: 70%. Mas o São Paulo, empolgado com a volta do Nenê após cumprir suspensão, espera seguir com o melhor desempenho como visitante do campeonato (58%). O líder soma duas derrotas, quatro empates e cinco vitórias fora de casa. Uma delas contra o Atlético-PR, quebrando tabu de 36 anos.

No mesmo horário, Internacional e Flamengo jogam em Porto Alegre. Empate nesse jogo ou vitória do time carioca pode fazer o São Paulo ampliar a vantagem na ponta. Já um triunfo dos gaúchos pode até custar a liderança, em caso de derrota tricolor em Belo Horizonte.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.