Messi chama gramados de 'vergonha' e diz que bola parece coelho

Jogador voltou a fazer críticas após vencer a Venezuela no Maracanã

Rio de Janeiro

O atacante Lionel Messi voltou a criticar os gramados brasileiros da Copa América nesta sexta-feira (28), logo após a Argentina vencer a Venezuela por 2 a 0, no Maracanã, e avançar à semifinal.

"É difícil jogar às vezes, os campos estão muito ruins, lamentavelmente. É uma vergonha que num gramado desse esteja sendo jogada a Copa América. Não ajuda a jogar, poder ter a bola rápida, dar o toque de primeira. Quica mal, não pode conduzir", disse o jogador.

Messi durante partida contra a Venezuela, no Maracanã, pela Copa América de 2019
Messi durante partida contra a Venezuela, no Maracanã, pela Copa América de 2019 - Pedro UGARTE/AFP

E não parou por aí. Em outra pergunta, mais uma vez o gramado foi criticado pelo camisa 10: "É muito difícil [dominar a bola], todos os campos são ruins, não permitem conduzir a bola. Parece um coelho a bola, quicando para todo lado. É difícil para controlar. Mas isso é para todos. Não favorece um bom jogo".

Até o momento, além do Maracanã, a Argentina atuou na Fonte Nova, em Salvador, no Mineirão, em Belo Horizonte, e na Arena Grêmio, em Porto Alegre. 

"É uma Copa muito igual, muito complicada, os campos são ruins. Para sair da quantidade de pessoas que estão no meio tem de girar a bola e os campos não permitem, são muito ruins", criticou o camisa 10 argentino. 

Apesar da crítica, o atleta reconheceu que não vem tendo um bom momento na competição.

"A verdade é que não está sendo minha melhor Copa América, o que eu esperava, mas, como disse, não se pode jogar muito, para atacar, fazer algo diferente, se junta muita gente na frente também. Mas o importante é que vencemos, temos que seguir", disse Messi.

Até o momento, o atacante marcou apenas um gol no torneio, de pênalti, no empate por 1 a 1 contra o Paraguai. "Não estou guardando os gols, não. Vamos aproveitar este momento e nos preparar de novo", definiu o jogador.

O jogador também projetou um duelo contra o Brasil, adversário da Argentina na semifinal da competição.
"Respeito, sabemos o que significa o Brasil. São locais. Sofreram contra o Paraguai, mas passaram, sabemos que eles têm jogadores decisivos, que a qualquer momento podem mudar a partida. Mas chegamos bem para enfrentá-los", analisou Messi.

O clássico sul-americano está marcado para a próxima terça-feira (2), no Mineirão.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.