Lembre a campanha jogo a jogo do Brasil no tetra 25 anos depois

Seleção se sagrou campeã de forma invicta no Mundial dos Estados Unidos

São Paulo

Tetracampeã do mundo há 25 anos, a seleção brasileira conquistou o Mundial dos Estados Unidos de forma invicta. Foram cinco vitórias e dois empates na campanha que levou ao quarto título do Brasil em Copas.

A equipe de Carlos Alberto Parreira terminou a competição com 11 gols marcados e apenas 3 sofridos. O artilheiro do time foi o atacante Romário, com 5 gols, que ficou a um de empatar com o búlgaro Hristo Stoichkov e o russo Oleg Salenko, goleadores do torneio.

FASE DE GRUPOS

Brasil 2x0 Rússia - 20.jun
Stanford Stadium, São Francisco
Público: 81.061
Gols: Romário, aos 26 min do 1º tempo, e Raí, aos 7 min do 2º tempo

Romário comemora gol na vitória sobre a Rússia
Romário comemora gol na vitória sobre a Rússia - Pisco Del Gaiso/Folhapress

Estreia do Brasil pelo Grupo B da Copa do Mundo. Em jogo tenso, Romário abriu o placar ainda no primeiro tempo. Na etapa final, o meia e capitão Raí, que perderia a posição no time para Mazinho, fez 2 a 0 em cobrança de pênalti.

Brasil 3x0 Camarões -  24.jun  
Stanford Stadium, São Francisco
Público: 83. 401
Gols: Romário, aos 39 min do 1º tempo; Márcio Santos, aos 21 min do 2º tempo; e Bebeto, aos 29 min do 2º tempo

Romário bate na saída do goleiro para marcar o primeiro gol diante de Camarões
Romário bate na saída do goleiro para marcar o primeiro gol diante de Camarões - Antônio Gaudério/Folhapress

Na segunda partida da fase de grupos, a seleção brasileira derrotou os africanos por 3 a 0 em jogo que Romário foi novamente o destaque da equipe. Com o resultado, a seleção garantiu a classificação para as oitavas de final.

Brasil 1x1 Suécia -  28.jun
Pontiac Silverdome, Detroit
Público: 77. 217
Gols: Kennet Andersson, aos 23 min do 1º tempo; e Romário, aos 46 min do 1º tempo

Raí tenta escapar da marcação do sueco Jonas Thern no duelo da fase de grupos
Raí tenta escapar da marcação do sueco Jonas Thern no duelo da fase de grupos - Pisco del Gaiso/Folhapress

Com as duas equipes já classificadas, o que estava em disputa era a liderança da chave. Bem armados na defesa, os suecos saíram na frente e Romário, que marcou o seu terceiro gol em três jogos, empatou no fim do primeiro tempo.

OITAVAS DE FINAL

Brasil 1x0 EUA -  4.jul
Stanford Stadium, San Francisco
Público: 84.147
Gol: Bebeto, aos 27 min do 2º tempo

Leonardo deixa o gramado após ser expulso contra os Estados Unidos, nas oitavas
Leonardo deixa o gramado após ser expulso contra os Estados Unidos, nas oitavas - Pisco del Gaiso/Folhapress

O time de Parreira enfrentou os EUA, anfitriões, no Dia da Independência Americana. A situação piorou quando Leonardo foi expulso, ainda no primeiro tempo, por desferir cotovelada em Tab Ramos. Com dez, o Brasil teve que suportar a pressão de ter um homem a menos. Bebeto foi o herói da partida ao marcar o gol da vitória.

QUARTAS DE FINAL

Brasil 3x2 Holanda -  9.jul
Cotton Bowl, Dallas
Público: 63.500
Gols: Romário, aos 8 min do 2º tempo; Bebeto, aos 18 min do 2º tempo; Bergkamp, aos 19 min do 2º tempo; Winter, aos 31 min do 2º tempo; Branco, aos 36 min do 2º tempo

Bebeto comemora 'embalando o bebê' na vitória contra a Holanda por 3 a 2
Bebeto comemora 'embalando o bebê' na vitória contra a Holanda por 3 a 2 - Antônio Gaudério/Folhapress

Todos os gols saíram no segundo tempo. O Brasil abriu 2 a 0 com Romário e Bebeto, mas a Holanda buscou o empate. O gol da vitória saiu dos pés de Branco, que fazia sua estreia na Copa, em cobrança de falta. Foi um gol "cala a boca", já que o lateral teve sua convocação contestada por causa de sua condição física.

SEMIFINAL

Brasil 1x0 Suécia -  13.jul
Rose Bowl, Los Angeles
Público: 91.856
Gol: Romário, aos 35 min do 2º tempo

Romário celebra o gol da vitória por 1 a 0 sobre a Suécia na semifinal da Copa
Romário celebra o gol da vitória por 1 a 0 sobre a Suécia na semifinal da Copa - Antônio Gaudério/Folhapress

Após empate na fase de grupos, brasileiros e suecos voltaram a se enfrentar na Copa do Mundo pelas semifinais. O Brasil perdeu várias chances de abrir o marcador e a partida ficou tensa. O gol saiu no final do segundo tempo, num cruzamento de Jorginho que Romário completou de cabeça. Após 24 anos, o Brasil voltaria a disputar uma final de Copa do Mundo.

FINAL

Brasil 0(3)x(2)0 Itália -  17.jul
Rose Bowl, Los Angeles
Público: 94.194

Baggio desperdiça o pênalti que decreta o tetracampeonato da seleção brasileira nos EUA
Baggio desperdiça o pênalti que decreta o tetracampeonato da seleção brasileira nos EUA - Reprodução

Em jogo bastante truncado, Brasil e Itália ficaram no 0 a 0 tanto no tempo regulamentar quanto na prorrogação. A melhor chance foi um chute de Mauro Silva que Pagliuca não segurou e viu a bola bater na trave. Pela primeira vez na história das Copas a decisão do título foi para os pênaltis e o Brasil ficou com o tetra após Baggio chutar para fora.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.