Helicóptero de Kobe caiu após piloto tentar manobra, dizem autoridades

Aeronave tentava sair das nuvens antes de despencar e se chocar numa encosta

São Paulo

O Conselho Nacional de Segurança nos Transportes (NTSB, na sigla em inglês) divulgou nesta terça-feira (28) imagens das investigações da queda do helicóptero que matou Kobe Bryant, 41, e mais oito pessoas nos Estados Unidos, no último domingo (26).

Órgão de apuração de acidentes nos Estados Unidos, o NTSB exibiu detalhes da área onde caiu a aeronave, em Calabasas, no estado norte-americano da Califórnia. É possível ver parte das ferragens do veículo e uma roda.

Segundo os investigadores, o piloto tentou sair de uma camada de nuvens, mas a aeronave se inclinou de maneira brusca, seguiu direto em direção ao solo, bateu em uma encosta e explodiu em chamas. Do momento da manobra até a queda foram cerca de 60 segundos.

 

De acordo com Jennifer Homendy, membro do conselho, ainda é cedo para apontar as causas do ocorrido. Há relatos de moradores da região sobre uma densa névoa. Nuvens, neblina e visibilidade são o foco principal da investigação, mas outras vertentes não são descartadas.

“As condições meteorológicas são apenas uma pequena parte de toda uma investigação complexa e extensa”, explicou Homendy.

Segundo ela, não havia na aeronave nenhum sistema de alerta de terreno, que poderia avisar o piloto sobre a proximidade de uma encosta. Também não existia uma caixa-preta com gravador de dados de voo, o que dificulta apontar a causa do acidente.

Além da investigação do NTSB, que deve durar cerca de um ano, há também em curso uma apuração da Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês).

Na última segunda (27), já haviam sido divulgados áudios da comunicação das torres de controle em Los Angeles com o helicóptero. No último contato, a aeronave já estava em Calabasas, a apenas de 450 m de altitude. 

 

Dados de radar mostraram que o helicóptero Sikorsky S-76B subiu a cerca de 700 metros para tentar escapar das nuvens e começou uma curva à esquerda antes que o controle de tráfego aéreo perdesse a comunicação.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.