Casal faz chá de bebê temático de Kobe Bryant e se choca com morte

William e Meirianny Souza escolheram o nome da lenda do basquete para o filho

Curitiba

A triste morte do astro de basquete Kobe Bryant, neste domingo (26), marcou o chá de bebê promovido pelo casal do Paraná William e Meirianny Souza, no mesmo dia, às vésperas da chegada de Bryant, nome escolhido para o filho em homenagem ao atleta.

O tema selecionado para a festa foi justamente o basquete. Vestindo camisetas com o nome do filho– e do jogador–, o casal decorou o espaço no condomínio onde vivem em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, com as cores e símbolo do Los Angeles Lakers, equipe em que o astro fez sucesso. Até os doces do evento foram enfeitados com o tema.

“Queríamos um chá de bebê diferente dos outros, então procuramos na internet algumas referências de decoração com o tema do basquete”, conta o futuro pai. O evento estava marcado desde dezembro do ano passado.

Já no final da festa, por voltas das 17h, William começou a receber mensagens de parentes e outros convidados anunciando o acidente de helicóptero que vitimou o astro da NBA.

“Achei que era mentira, que era fake news, mas depois vi que era verdade. A gente ficou bastante triste, a ideia não era a exposição, mas apenas uma homenagem a ele”, diz o advogado. “Eu mesma fiquei em choque, mesmo não sendo tão fã”, lamenta Meirianny.

Fã de Kobe Bryant, casal William e Meirianny Souza promove chá de bebê temático e se surpreende após saber da morte do ex-atleta
Fã de Kobe Bryant, casal William e Meirianny Souza promove chá de bebê temático e se surpreende após saber da morte do ex-atleta - Arquivo pessoal

O nome Bryant foi sugerido pelo pai logo que a esposa descobriu a gravidez. “Aceitei desde o início porque achei bonito”, conta a futura mãe, que adotou a paixão do marido pelo esporte. A chegada do primeiro filho do casal está prevista para daqui três semanas.

Fã de basquete, ainda criança William ganhou de um amigo a camiseta 8 do Lakers, usada por Kobe no início da carreira. A admiração pelo jogador só cresceu desde então.

William também joga basquete, mas nunca chegou a atuar profissionalmente nem realizou o sonho de ver o ídolo ao vivo. Nas competições em que participou pela faculdade de direito, ele fez questão de vestir a camiseta 24, que marcou o final da carreira do astro norte-americano.

Agora, a pretensão do casal é fazer o filho Bryant ir além da homenagem com o nome, mas também encorajar a criança no esporte.

“Quando eu era criança, tinha o sonho de ser jogador de basquete profissional, mas não tive essa oportunidade. Agora, com uma condição financeira melhor, queremos investir nisso para que nosso filho viva esse sonho se quiser”, diz o pai.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.