Descrição de chapéu Futebol Internacional

Em protesto, Henry se ajoelha por tempo igual ao da asfixia de George Floyd

Ex-jogador francês, técnico do Montreal Impact faz gesto contra o racismo

São Paulo

Thierry Henry passou os primeiros 8min46 da partida entre Montreal Impact e New England Revolution ajoelhado. Foi um gesto contra o racismo e em memória de George Floyd, homem negro que se tornou um símbolo na luta por igualdade nos Estados Unidos e no mundo.

Floyd, 46, foi morto em maio, em Minneapolis, sob custódia policial. O oficial branco Derek Chauvin, 44, ajoelhou-se no pescoço do homem, detido por supostamente usar uma nota falsa de US$ 20. "Não consigo respirar", apelou antes de morrer.

As reportagens iniciais apontaram que Chauvin passou 8min46 ajoelhado sobre Floyd. Promotores do estado de Minnesota apontaram depois que o tempo exato foi 7min46, mas não houve qualquer dúvida sobre a motivação de Henry no protesto.

"Fiquei agachado por 8min46, acho que vocês sabem por quê. Foi apenas para fazer uma homenagem e mostrar apoio à causa", disse o ex-jogador de 42 anos, que trabalha como treinador na MLS, a liga de futebol norte-americana.

Henry usava também uma camiseta com a inscrição "Black lives matter" ("Vidas negras importam"). Ele espera que a luta não fique restrita aos negros e conta com a colaboração de brancos, algo que já tem felizmente observado.

Henry é bastante engajado na luta contra o racismo - Eric Bolte - 29.fev.20/USA Today Sports

"Pela primeira vez, outras etnias estão envolvidas. Antes, quando por exemplo eu era insultado em campo pela cor da minha pele, gostaria que pessoas de outras etnias do meu time tivessem saído de campo antes de mim. Teria sido poderoso", afirmou à ESPN norte-americana.

"No fim do jogo, eu não quero que o jornalista faça a pergunta ao negro. Faça a pergunta para todos e veja se eles sentem a nossa dor. Isso vai ter um impacto", concluiu o treinador.

A partida na qual Henry fez seu protesto foi válida por um torneio que marca a volta da MLS, com duelos realizados sem público, no complexo da Disney, em Orlando. O time dirigido pelo francês, o Montreal Impact, perdeu por 1 a 0 para o New England Revolution.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.