Descrição de chapéu Campeonato Brasileiro 2020

Mancini estreia com missão de tirar Corinthians da zona de rebaixamento

Equipe alvinegra está na 17ª posição do Campeonato Brasileiro e encara o Athletico

São Paulo

Vagner Mancini, 53, estreia no comando técnico do Corinthians nesta quarta-feira (14) contra o Athletico, às 21h30, em Curitiba, com o objetivo de melhorar o desempenho da equipe e tirá-la da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O jogo será exibido pela TV Globo.

O treinador escolhido pelo presidente Andrés Sanchez, no entanto, carrega um histórico que vai para o lado contrário ao da atual necessidade da equipe. Ele participou de cinco campanhas que resultaram em quedas para a Série B.

Em dois casos, com o Guarani, em 2010, e com o Botafogo, em 2014, Mancini esteve à frente dos times ao longo de todo o torneio. O clube de Campinas terminou a competição em 18º, com 37 pontos, enquanto o carioca foi o penúltimo, com 34.

O Corinthians, atualmente, é o 17º colocado, com 15 pontos, empatado com Bahia (16º) e Athletico (15º). Normalmente, uma equipe pode escapar da segunda divisão quando alcança 44 pontos. Há exceções, como no ano passado, quando o Ceará se manteve na elite com 39 –o Cruzeiro foi o primeiro da zona de rebaixamento, com 36 pontos em 38 rodadas.

Mancini esteve também nas campanhas que resultaram nas quedas do Ceará, em 2011, Sport, em 2012, e Vitória, em 2016. Nesses casos, ele iniciou a competição, mas deixou o cargo ao longo dela.

Mancini contesta este histórico. "Há controvérsias", disse, durante sua apresentação no Corinthians nesta terça (13). "A partir do momento que você passa pela equipe na temporada, muita gente analisa de forma diferente. É como falar que Abel Braga ganhou Libertadores em 2019", argumentou.

No ano passado, Abel Braga comandou o time rubro-negro em cinco dos seis jogos da primeira fase do torneio continental, conquistado pelo clube sob o comando do português Jorge Jesus.

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez (à esq.) apresenta o novo técnico do clube, Vagner Mancini
O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez (à esq.) apresenta o novo técnico do clube, Vagner Mancini - Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Mancini, no entanto, já livrou duas equipes do rebaixamento: o Cruzeiro, em 2011, e o Vitória, em 2017.

Segundo o treinador, nada se compara ao desafio assumido agora, no Corinthians. "É a grande chance da minha carreira."

Após 15 rodadas, o Corinthians tem 33% de aproveitamento dos pontos disputados. No ano de seu rebaixamento à Série B, em 2007, o rendimento total ao término do primeiro turno (19 rodadas) foi de 45%.

Palmeiras encara Coritiba em busca de recuperação, e Santos enfrenta Atlético-GO

Nesta quarta (14), o Palmeiras pega o Coritiba às 18h (TNT), no Allianz Parque, em busca de uma vitória que possa amenizar o clima de cobrança e recolocar o time na briga pelas primeiras posições do Brasileiro.

Após perder a invencibilidade de 20 jogos na rodada do meio da semana passada, para o Botafogo, o time de Vanderlei Luxemburgo amargou nova derrota, dessa vez inédita, ao ser batido por 2 a 0 pelo São Paulo no Allianz Parque, no último sábado (10).

Os resultados negativos em sequência derrubaram a equipe para o sétimo lugar na classificação, estacionada nos 22 pontos.

Zagueiro Renan durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol
Zagueiro Renan durante treinamento do Palmeiras na Academia de Futebol - Cesar Greco - 12.out.20/Ag. Palmeiras

Para esse confronto, Luxemburgo não contará com o zagueiro Luan, machucado. O jovem Renan, 18, formado nas categorias de base do time, deve estrear e jogar ao lado de Felipe Melo. O titular Gustavo Gómez segue com a seleção do Paraguai.

Também nesta quarta, o Santos enfrenta o Atlético-GO às 20h30 (Premiere), na Vila Belmiro, de olho em uma vaga entre os quatro primeiros colocados do Nacional —o alvinegro está em sexto, com 24 pontos, dois a menos que o São Paulo, o quarto.​

O time da Baixada Santista não contará com o atacante Robinho, 36, que está regularizado na CBF, mas ainda não treinou com o grupo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.