Gibis históricos e desenhos da Turma da Mônica são liberados gratuitamente para download

Aplicativo "Banca da Mônica" tem 188 títulos disponíveis

São Paulo

No intuito de ajudar crianças e adultos a se divertirem nesse período de quarentena, a Mauricio de Sousa Produções e o cartunista disponibilizam parte de sua produção pela internet.

Um dos acervos mais cobiçados do aplicativo “Banca da Mônica” estão disponibilizados para a criançada se divertir durante trinta dias, nos quais o público adulto também poderá acessar o acervo, com os títulos mais antigos da turminha.

São 188 títulos dos gibis com muitas historinhas do pessoal do bairro do Limoeiro que darão oportunidade para os pequenos conhecerem mais da “Turma da Mônica” e para os grandes matarem a saudade das criações que marcaram o início da famosa turma.

Capa amarela, com a Monica e o Cebolinha
Capa do primeiro gibi da Turma da Mônica, na editora Abril - Divulgação



"Já que temos que ficar em casa quietinhos nesses dias de quarentena, nada melhor que colocar nossas leituras em dia. E para facilitar esses bons momentos é que estamos colocando pela plataforma ‘Banca da Mônica’ esses 188 títulos em quadrinhos históricos da turminha”, disse o cartunista, no ultimo domingo (29) em entrevista à Folha.

De todos os gibis, um em especial foi comentado pelo artista: “A de minha preferência é a que saiu na revista número um, de 1970, que tem a história de alguém muito parecido com o Silvio Santos, que quer o Cascão em um comercial de sabão. Imagine só! Mas têm muitas outras historinhas engraçadas nessa seleção especial. Eu mesmo vou curtir relembrando várias delas”.

Outro exemplar que faz parte do pacote de revistas históricas é o de número onze, que traz na capa Mônica em um trampolim, se preparando para dar um mergulho na água onde já estão tomando banho o elefante Jotalhão e Cebolinha, enquanto o cachorrinho Bidu observa a cena de fora da água, sorrindo.

Com o título “Mônica e os planetinhas”, a historinha que inicia o gibi versa sobre o sistema solar e da maneira que Mônica encontra para ensinar a turma do bairro do Limoeiro sobre planetas, satélites, cometas e estrelas: abrindo uma escola ao ar livre.

Nessa “Escolinha”, municiada do saber que obteve por meio do personagem Anjinho, a dentuça faz o papel de professora e escala os alunos, entre eles, Cascão, Cebolinha e Magali para representarem os elementos do sistema solar.

Contudo, a esperta dentuça fica sem lugar e encerra a história dizendo: “Ei, pessoal! Tem lugar para mim, mais uma estrela nesse sistema?”. Tem sim Mônica, haverá sempre lugar para você e sua turminha nos ensinarem, até em momentos difíceis como o que estamos passando, que na vida sempre há algo bom para se tirar de lição. Afinal, há muito não víamos o céu tão limpo por conta da poluição.

Disponível para iOS e Android em a “Banca da Mônica” é uma plataforma que permite aos leitores ter acesso a toda coletânea editorial da Mauricio de Sousa Produções. Baixe o aplicativo clicando aqui.


Uma hora de desenhos animados da Turma da Mônica também está liberada, gratuitamente, para todo mundo assistir:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.