Crianças corajosas desafiam o mundo em livros infantojuvenis

Conheça cinco obras que são lições de vida em tempos de incerteza

São Paulo

De pouco adianta achar que, só porque estão com tempo e tédio de sobra, as crianças vão, de maneira mágica, engatar por conta própria a leitura de volumes maiores que um gibi durante a quarentena.

É preciso que ou elas tenham recebido esse tipo de estímulo antes ou que sejam ensinadas agora sobre os prazeres e caminhos da literatura.

Para aqueles pais de pré-adolescentes que não têm o costume de ler para os filhos desde pequenos, fica a dica de aproveitar este período em que estão todos reunidos dentro de casa para fazê-lo.

O ganho é imenso, e vale para agora e para toda a vida dos pequenos.

A Folhinha selecionou cinco livros infantojuvenis que podem tanto ser lidos para as crianças, quanto lidos por elas, acompanhadas da família. Qualquer que seja o formato, preparem os lencinhos: todos contam histórias emocionantes de crianças corajosas, que precisaram se armar de força para enfrentar os desafios impostos pelo mundo.

São boas lições de vida em tempos de incerteza e que mostram que, sejam os desafios de ordem mundial como uma guerra, ou emocional, como traumas do passado, é possível vencê-los e esperar pelo triunfo do amor.

E última dica: vale considerar um pedido grande na livraria favorita, já que não se sabe até quando elas poderão operar e contar com os serviços dos Correios.

Alice - Edição Comentada

Autor: Lewis Carroll, ed. Jorge Zahar, 416 págs, R$ 80 (versão digital, R$ 40).

Capa do livro mostra alice, de vestido azul claro, de costas
"Alice - Edição Comentada", de Lewis Carroll, ed. Jorge Zahar - Reprodução

A famosa história no País das Maravilhas traz, nesta edição, as ilustrações originais de John Tenniel, e notas do especialista Martin Gardner, que explicam passagens importantes do livro. Uma excelente maneira de se envolver mais uma vez com a saga da corajosa menina Alice junto com personagens como o Chapeleiro, a Rainha de Copas e o Coelho Branco.

Coraline

Autor: Neil Gaiman, ed. Rocco, 192 págs, R$ 48

A capa do livro é toda preta e mostra sombras de mãos compridas
Capa de "Coraline", de Neil Gaiman, ed. Rocco - Divulgação


Coraline acaba de se mudar para uma nova casa com seus pais, que vivem ocupados e têm pouco tempo para lhe dar atenção. Ao explorar o lugar, a menina descobre uma porta que leva a uma casa igualzinha à sua, onde moram dois adultos iguaizinhos à sua mãe e ao seu pai, e que parecem bem mais legais que os originais. Coraline agora precisa decidir se quer voltar, ou se fica neste mundo paralelo –e, para arcar com as consequências dessa decisão, vai ser preciso ter coragem.

A Extraordinária Jornada de Edward Tulane

Autora: Kate Di Camillo, ed. WMF Martins Fontes, 216 págs, R$ 45

Capa mostra um pequeno rato, vestido com roupas vermelhas, se aproximando de uma enorme porta de madeira
Capa de "A Extraordinária Jornada de Edward Tulane", de Kate Di Camillo, ed. WMF Martins Fontes - Divulgação

Enquanto ainda era o coelho de porcelana da menina Abilene, Edward Tulane experimentava os melhores cuidados e carinhos. Porém, quando ele se perde e vai parar no fundo do mar, para ser salvo por um pescador, sua grande jornada tem início, e vai ser preciso, entre novos donos e novas perdas, muita coragem e esperança para manter acesa a chama do amor em seu peito.

Fantasma

Autor: Jason Reynolds, ed. Intrínseca, 208 págs., R$ 30 (versão digital, R$ 20)

Capa amarela com letreiro "Fantasma" em preto, perto do letreito, um menino corre
Capa de "Fantasma", de Jason Reynolds, ed. Intrínseca - Divulgação


Castle Cranshaw, o Fantasma, tem duas coisas dentro do seu corpo de adolescente: um talento muito grande para os esportes e uma raiva também gigante, por conta do que viveu na infância. Hoje, ele mora só com a mãe, uma esforçada enfermeira, e alterna seu tempo entre a escola e os treinos de corrida. Fantasma vai precisar de muito foco e coragem para encarar o passado e a força destrutiva que, às vezes, o desvia do bom comportamento.

Pax

Autora: Sara Pennypacker, ed. Intrínseca, 288 págs., R$ 50 (versão digital: R$ 30)

Capa mostra uma raposa olhando a paisagem, um bosque
Capa do livro "Pax", de Sara Pennypacker, ed. Intrínseca - Divulgação


Um livro emocionante, que vai deixar adultos com os olhos cheios d’água. Conta a história de amor e lealdade entre um menino e sua raposa de estimação. Peter resgatou Pax ainda filhote, mas anos depois foi obrigado por seu pai, convocado à guerra, a soltar o animal de volta na natureza. Peter agora mora com o avô, e, lá, decide partir em uma jornada solitária atrás de seu grande amigo, enfrentando perigos e seus medos mais profundos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.