Poeta brasileira Marília Garcia vence o prêmio Oceanos de literatura

Estavam ainda entre os finalistas Milton Hatoum e João Silvério Trevisan

São Paulo

A escritora carioca Marília Garcia foi a grande vencedora do prêmio Oceanos nesta sexta (7), com o livro de poesia "Câmera Lenta".

O prêmio de literatura em língua portuguesa paga ao vencedor R$ 100 mil e foi anunciado pelo presidente português Marcelo Rebelo de Sousa, a ministra da Cultura portuguesa Graça Marques e o diretor do Itaú Cultural, Eduardo Saron, numa cerimônia em Lisboa. 

Em segundo lugar ficou o português Bruno Vieira Amaral com o romance "Hoje Estarás Comigo no Paraíso", seguido pelo conterrâneo Luís Quintais, pelo livro de poesia "A Noite Imóvel", e do moçambicano Luis Carlos Patraquim, pelo também livro de poesia "O Deus Restante".

Estavam entre os dez finalistas "Anjo Noturno", livro de contos de Sérgio Sant'anna, além dos também brasileiros João SilvérioTrevisan, com "Pai, Pai", Ricardo Aleixo, pelo livro de poesia "Antiboi", e Milton Hatoum, por "A Noite da Espera".

Criado em 2003, o prêmio era chamado Portugal Telecom até 2014 e pela primeira vez uma mulher brasileira é a vencedora —no ano passado, a primeira mulher, a portuguesa Ana Teresa Pereira, levou o prêmio.

A poeta e tradutora Marília Garcia tem 39 anos e "Câmera Lenta", publicado pela Companhia das Letras, é seu quinto livro.

Nesta edição concorreram 1.364 obras, de 406 editoras. Os 60 semifinalistas foram escolhidos por 76 jurados, de diversos países de língua portuguesa. 

mulher de cabelo preto sentada com livro na mao
A poeta Marília Garcia na mesa "A Teus Pés" na Flip de 2016 - Keiny Andrade/Folhapress

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.