Descrição de chapéu Cinema

Empresas pedem revogação de portaria que suspendeu edital de séries

Concurso contemplaria cerca de 70 projetos; Bolsonaro havia criticado as de temática LGBT

São Paulo

Um coletivo de empresas produtoras independentes pediu a revogação da portaria que suspendeu um edital de chamamento de projetos que tinha, entre as categorias de investimento, séries com temática LGBT.

Em carta aberta publicada nesta sexta (23), ​o grupo, que participou do concurso, afirma que a portaria pode vir a configurar um ato discriminatório e que a suspensão "afeta diretamente a cadeia audiovisual em todo o país".

Antes da portaria ser assinada, o presidente Jair Bolsonaro havia criticado durante uma live quatro projetos de séries aprovados para a última fase do concurso e inscritos nas seções de diversidade de gênero e sexualidade. 

Na carta, afirmam que os comentários no vídeo foram de "cunho moral".

Caso aprovados por uma comissão especial, os projetos seriam contemplados com verbas de R$ 400 mil a R$ 800 mil cada um, vindas do Fundo Setorial do Audiovisual, o FSA.

"Passados quase 17 meses do início do processo licitatório e quando diversas etapas já foram rigorosamente cumpridas por todos os concorrentes, não há por que reavaliar os critérios de apresentação de propostas", publica o coletivo. 

"É primordial dar seguimento transparente à execução de um processo que estava em curso, à publicação imediata da lista de contemplados, à contratação, à liberação dos recursos, à produção e à consequente difusão das obras selecionadas para o conjunto da sociedade brasileira."

Assinam esta carta:

- Coletivo de empresas produtoras independentes brasileiras, participantes do concurso público BRDE/FSA PRODAV – TVS PÚBLICAS – 2018.

A carta conta com o apoio das seguintes entidades:

- Associação Brasileira de Animação (ABRANIMA);

- Associação Brasileira de Cineastas (ABRACI/RJ);

- Associação Brasileira de Documentaristas e Curta Metragistas; 

-Associação Pernambucana de Cineastas (ABD-PE/Apeci);

- Associação Brasiliense de Cinema e Vídeo (ABCV);

- Associação das Produtoras Independentes do Audiovisual Brasileiro (API);

- Associação Mato-grossense de Cinema e Audiovisual (MTCine);

- Brasil Audiovisual Independente (BRAVI);

- Comissão de Empregados da Empresa Brasil de Comunicação - EBC;

- Conexão Audiovisual Centro-Oeste, Norte, Nordeste (CONNE);

- Fale Rio Frente Ampla pela Liberdade de Expressão e Direito à Comunicação do Rio deJaneiro;

- Fórum Audiovisual de Minas Gerais, Espírito Santo e dos Estados do Sul do Brasil (FAMES);

- Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC);

- Sindicato da Indústria Audiovisual de Minas Gerais (SINDAV);

- Sindicato da Indústria Audiovisual de Santa Catarina (SANTACINE);

- Sindicato da Indústria Audiovisual RS (SIAV-RS);

- Sindicato dos Trabalhadores do Rádio e da Televisão do Estado do Rio de Janeiro (SINRADTV-RJ).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.