Morre a soprano americana Jessye Norman, aos 74 anos

Premiada cantora morreu devido a choque séptico e a uma falência de múltiplos órgãos

Nova York | Com agências de notícia

A cantora de ópera americana Jessye Norman morreu nesta segunda-feira, aos 74 anos, informou sua família.

A soprano morreu devido a um choque séptico e a uma falência de múltiplos órgãos, resultado de complicações de uma lesão na medula sofrida em 2015, segundo o comunicado entregue à imprensa.

 
A cantora Jessye Norman, em julho de 2000 - Souhaila Sahmarani/AFP

Uma das mais populares cantoras de ópera das décadas de 1980 e 1990, ela cantou nas cerimônias de posse de Ronald Reagan e Bill Clinton, assim como no aniversário de 60 anos da rainha Elisabeth 2ª.

"Temos muito orgulho das conquistas musicais de Jessye e de como ela inspirou pessoas de todo o mundo", disse a família, em nota. 

Norman foi ganhadora de quatro prêmios Grammy, além de ter sido laureada pela sua contribuição à música. 

Sua carreira teve início nos anos 1960. Entre seus trabalhos mais marcantes, figuram o papel principal de "Aida", de Verdi, e Cassandra em "Les Troyens", de Berlioz.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.