Descrição de chapéu Financial Times

Em disputa entre cinemas e streaming, presidente de cadeia de salas culpa Netflix

Executivo da Cineworld, segunda maior rede de cinemas do mundo, acusou plataforma de levar novo Scorsese a parca bilheteria

Alice Hancock
Financial Times

O presidente-executivo da Cineworld ‚ÄĒsegunda maior rede de cinemas do mundo‚ÄĒ acusou a Netflix de levar ‚ÄúO Irland√™s‚ÄĚ, de Martin Scorsese, a arrecadar bilheterias ‚Äúinsignificantes‚ÄĚ, por a companhia ter lan√ßado o filme em seu servi√ßo de streaming depois de um per√≠odo curto de exibi√ß√£o nas salas de cinema.

Mooky Greidinger disse que o servi√ßo de streaming americano, que financiou o filme do cineasta premiado com o Oscar, colocou ‚ÄúO Irland√™s‚ÄĚ nas salas de cinema em 1¬ļ de novembro nos Estados Unidos e em 8 de novembro no Reino Unido, e lan√ßou o filme online em 27 de novembro.

‚Äú‚ÄôO Irland√™s‚Äô perdeu muita bilheteria. Um trabalho de Scorsese teria gerado boa renda nas salas de cinema‚ÄĚ, ele declarou. As acusa√ß√Ķes de Greidinger exp√Ķem um impasse duradouro entre os propriet√°rios de cinemas e a Netflix.

De setembro para c√°, a companhia lan√ßou dez filmes nos cinemas, mas a maioria por menos de uma semana antes de come√ßar a veicul√°-los em sua plataforma. Em novembro, a Netflix anunciou que havia adquirido o cinema Paris, em Nova York, e que estava negociando para adquirir o Egyptian, em Los Angeles, onde planeja exibir suas produ√ß√Ķes e realizar eventos especiais.

A Netflix disse que ofereceu seus filmes a todas as grandes cadeias de cinemas. Muitas delas, entre as quais a Vue, Odeon e Cineworld, se recusaram a exibir os trabalhos, considerando que a janela de exclusividade era curta demais.

Este m√™s, a Cineworld, sediada no Reino Unido, anunciou a aquisi√ß√£o da cadeia canadense de salas de exibi√ß√£o Cineplex, que opera 165 cinemas, por US$ 2,1 bilh√Ķes, apenas 18 meses depois de concluir uma aquisi√ß√£o reversa do grupo de cinemas americano Regal, por US$ 3,6 bilh√Ķes.

As transa√ß√Ķes s√£o parte de uma consolida√ß√£o mais ampla no setor de salas de cinema, √† medida que grupos de streaming como a Netflix ampliam sua produ√ß√£o de filmes.

Jeff Bock, analista s√™nior de bilheteria da Exhibitor Relations, uma companhia de pesquisa de mercado, disse que os cinemas e as plataformas de streaming estavam se preparando para ‚Äúuma batalha por espectadores‚ÄĚ.

‚ÄúEstamos falando de cinema versus streaming, e isso j√° est√° acontecendo neste momento. Que os servi√ßos de streaming tenham atra√≠do tantos talentos √© uma quest√£o importante para os cinemas‚ÄĚ, disse Bock.

Ele acrescentou que as audi√™ncias estavam cansadas de ‚Äúcontinua√ß√Ķes pregui√ßosas‚ÄĚ, e que, se o cinema deseja prosperar, os est√ļdios precisam melhorar seu jogo.

De acordo com a Motion Picture Association of America, a organiza√ß√£o setorial dos grandes est√ļdios de Hollywood, a bilheteria mundial do cinema em 2018 foi de US$ 41,1 bilh√Ķes, 1% acima do resultado de 2017.

Os gastos dos consumidores com programas de TV e filmes em casa subiram em 16%, para US$ 55,7 bilh√Ķes.

Greidinger disse que ‚Äú[‚Äė O Irland√™s‚Äô] foi lan√ßado em um n√ļmero muito pequeno de salas de exibi√ß√£o, em todo o mundo, cinemas que n√£o se preocupavam muito com manter a janela aberta entre o lan√ßamento nas salas de exibi√ß√£o e o lan√ßamento no mercado auxiliar, e o filme faturou nada, no final das contas. As pessoas podem v√™-lo na Netflix, e √© isso‚ÄĚ.

A Netflix informa que o filme de Scorsese foi exibido em salas de cinema de 35 pa√≠ses, e que algumas salas haviam reservado o filme para exibi√ß√£o em fevereiro do ano que vem. Mais de 26 milh√Ķes de pessoas assistiram a ‚Äú O Irland√™s‚ÄĚ em sua primeira semana na plataforma da Netflix.

Executivos do setor de cinema atribuem a culpa pelas bilheterias fracas em 2019 a uma programa√ß√£o desigual. Enquanto filmes como ‚ÄúVingadores: Ultimato‚ÄĚ quebraram recordes de bilheteria, outros filmes sobre os quais as expectativas de bilheteria eram positivas, como ‚ÄúHomens de Preto: Internacional‚ÄĚ, e ‚ÄúX-Men: F√™nix Negra‚ÄĚ, fracassaram.

Em seu mais recente relat√≥rio de opera√ß√Ķes, a Cineworld anunciou que as receitas para o ano de 2019 ficariam abaixo das expectativas por conta das bilheterias fracas.
 

Greidinger disse que embora as salas de cinema n√£o tivessem controle sobre os filmes em cartaz, a Cineworld havia conduzido um programa de reformas a fim de manter o interesse dos espectadores. No primeiro semestre de 2019, a companhia investiu US$ 90 milh√Ķes em melhoras em sua tecnologia de telas, entre as quais 13 telas 4DX, que simulam aromas e efeitos do clima, e tamb√©m instalou assentos vibrat√≥rios em algumas salas.

Analistas do banco Morgan Stanley disseram que a nova aquisi√ß√£o da Cineworld, financiada por meio de US$ 2,3 bilh√Ķes em cr√©ditos banc√°rios, era uma ‚Äúa√ß√£o defensiva‚ÄĚ que deixaria a companhia com uma d√≠vida l√≠quida equivalente a 3,7 vezes sua receita antes dos juros, impostos, deprecia√ß√£o e amortiza√ß√£o, no final de 2021. A Cineworld planeja atingir um n√≠vel de d√≠vida l√≠quida inferior a tr√™s vezes suas receitas ajudadas, no mesmo prazo.

Em artigo de opini√£o para o jornal The New York Times, Scorsese escreveu que preferiria que seu filme tivesse mais tempo nos cinemas, mas que estes estavam ocupados demais exibindo franquias cinematogr√°ficas.

‚ÄúVoc√™ talvez argumente que basta ir para casa e assistir a qualquer coisa que voc√™ deseje na Netflix, iTunes ou Hulu. Claro que sim ‚ÄĒem toda parte menos a tela grande, que √© a m√≠dia para a qual o cineasta concebeu o seu filme‚ÄĚ, ele escreveu. 
Tradução de Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Coment√°rios

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.