Randolpho Lamonier cria estandarte às avessas em série de arte pela democracia

Artista plástico ficou conhecido por obras que refletem sobre dramas brasileiros, da violência à falta de oportunidades

São Paulo

Nome em ascensão, Randolpho Lamonier ficou conhecido por obras que refletem sobre dramas brasileiros, da violência à falta de oportunidades. Seu uso da costura, técnica muitas vezes associada às mulheres e tarefas domésticas, subverte estereótipos pelas mãos de um criador queer, de perspectiva periférica.

Obra de Randolpho Lamonier para série de obras de arte em defesa da democracia
Obra de Randolpho Lamonier para série de obras de arte em defesa da democracia - Reprodução

Para a série do jornal de obras de arte em defesa da democracia, ele constrói um estandarte às avessas, usando o nome da célebre canção de Caetano Veloso, num momento em que a bandeira do país vem sendo apropriada por militantes como símbolo do atual governo.

"Faço bandeiras com o que tenho. Nunca estive tão estrangeiro. Rabisco poemas, pedidos de socorro, gritos de guerra, tudo muito urgente. O ar está contaminado, o chão coberto de destroços; lençóis, panelas, cordas, corpos, concreto, vassoura. Sob o entulho as sementes crescem cheias de pressa. Inconsequentes e corajosas, elas irão vingar", diz o artista plástico.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.