Descrição de chapéu Previdência Governo Bolsonaro

Maia quer que relator antecipe parecer sobre Previdência

Presidente da Câmara quer votar projeto ainda no primeiro semestre

Angela Boldrini Thiago Resende
Brasília

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira (28) que pedirá ao relator da reforma da Previdência na comissão especial, Samuel Moreira (PSDB-SP), que antecipasse a apresentação de seu parecer.

"Eu vou pedir a ele hoje que apresente o projeto dele antes do dia 15 [de junho]", afirmou. "Precisa encurtar um pouco esse prazo da votação para que a gente não chegue muito no limite do primeiro semestre." 

A intenção de Maia é de terminar a tramitação da Previdência na Câmara ainda no primeiro semestre, embora líderes partidários vejam com ceticismo esse calendário. 

Moreira afirmou, porém, que não há mudança na previsão do calendário e que já previa apresentar seu parecer até o dia 15. "Até o dia 15 pode ser qualquer dia depois do fim do prazo de emendas", afirmou. "Não muda nada, eu sempre disse que seria isso."

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no Ministério da Economia
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, no Ministério da Economia - José Cruz - 28.mai.2019/Agência Brasil

Após as declarações do relator, Maia lembrou que cabe a Moreira decidir a data de apresentação do relatório.

O presidente da Câmara, no entanto, defendeu que o deputado dê tempo suficiente para que os partidos possam estudar a nova versão da reforma da Previdência.

"Quanto mais tempo os líderes e os partidos tiverem para avaliar o relatório, antes de votar, podem fazer propostas, podem ajudar, podem fazer um relatório que vai ser aquele que tem mais chances de vitória no plenário da Câmara", disse Maia.

Em linha com o discurso da proposta de pacto entre os Poderes, o presidente da Câmara, principal fiador da proposta de reestruturação da Previdência, declarou que o Legislativo também tem responsabilidade em conseguir os votos para aprovar o projeto.

"Sei que o governo está trabalhando, está se empenhando para construir a maioria, mas o Parlamento também tem essa responsabilidade e vai trabalhar para ajudar na formação do número necessário para avançar na Previdência".

No auge da crise entre o governo e a Câmara, Maia chegou a afirmar que caberia ao Palácio do Planalto conseguir os votos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.