Por 6º lugar no país, bancos digitais acirram disputa com serviços gratuitos

Novatas no mercado absorvem perdas para fidelizar clientes e ganhar com outras operações

Tássia Kastner
São Paulo

Conta bancária sem tarifa, transferências ilimitadas, cartão de crédito sem anuidade. A lista de serviços sem nenhum custo cresce nas novas instituições financeiras, que, com isso, querem lutar pelo sexto lugar no ranking dos maiores bancos do país em número de clientes.

O posto é atualmente ocupado pelo gaúcho Banrisul, com 2,7 milhões de correntistas. Já o quinto lugar, bem mais distante, é do Santander, que tem ao redor de 11 milhões de clientes com conta bancária.

Na semana passada, o BTG Pactual anunciou que planeja prestar serviços bancários completos no varejo, assim como o Pan, do qual o banco é sócio, também deve entrar no mercado até o fim do ano.

Na mesma linha, o C6, formado por ex-executivos do BTG, começou a enviar os primeiros convites para clientes que desejam usar os serviços ainda na fase de testes. 

Em comum, as instituições só oferecem atendimento digital. A conta é aberta e movimentada pelo app para celular. 

O dinheiro pode ser sacado nos caixas 24 Horas, enquanto depósitos na conta são por transferência ou pagamento de um boleto —estratégia para evitar que clientes tenham de pagar cerca de R$ 10 por uma TED para tirar o dinheiro de um grande banco.

Oferecer serviços 100% gratuitos tem um custo para os novatos. Sem um acordo com a Tecban (a empresa dona da rede 24 Horas e controlada pelos grandes bancos), é preciso que a operação passe pela bandeira do cartão, a um preço maior. Supera os R$ 6, o dobro do cobrado pelos grandes bancos.

Tudo indica que seja a única tarifa que, quando cobrada pelos bancos digitais, saia mais caro que nos bancos grandes. Na prática, os novatos absorvem o prejuízo para fidelizar clientes e ganhar com outras operações.

O resto dos custos é sempre superior nos grandes. Manutenção de conta sem tarifa? Apenas no pacote de serviços essenciais, obrigação imposta pelo Banco Central e com uso sem tarifas adicionais limitado. Transferências para outras instituições, mesmo pelo aplicativo, saem ao redor de R$ 10.

Os cartões sem anuidade começaram a aparecer, mas vinculados a um valor mínimo de gastos por mês.

O problema dos novatos é, em alguns casos, a limitação da oferta de serviços, o que exige comparação para saber se a nova instituição atenderá plenamente às necessidades do cliente (veja quadro).

A Nuconta, do Nubank, tem 5 milhões de clientes, mas 900 mil receberam o cartão de débito. Não entra tecnicamente no ranking de maiores bancos porque é uma instituição sob outra regulação, simplificada e que limita a operação.

O investimento é um só: por ser uma conta de pagamento (e não uma conta-corrente), todo o dinheiro dos clientes fica depositado no BC, que paga à instituição a taxa Selic (atualmente em 6,50% ao ano).

O Nubank divide o ganho com os clientes, paga 100% do CDI sobre o dinheiro que fica parado na conta. O CDI, atualmente em 6,34%, é sempre um pouco menor que a Selic, o que significa que a instituição fica com a diferença de taxas.

Para Bruno Magrani, diretor de Relações Institucionais, o Nubank tem incorporado serviços de acordo com a demanda. Além da conta e do cartão de crédito (com 8,5 milhões de usuários), oferece o programa de recompensas e começa a testar empréstimo pessoal.

No caso do Banco Inter, com 2,2 milhões de clientes, as lacunas mais evidentes são o programa de recompensas para o cartão de crédito e o cheque especial. Priscila Salles, diretora de marketing, diz que a demanda é tímida, o que adia a implantação do serviço.

Já a portabilidade de salário é prioridade entre os novatos: é o melhor jeito de manter o novo cliente depois que ele abriu a conta.
 

Bancos Digitais

Como abro a minha conta?
Pelo app da instituição financeira escolhida, instalado no celular 

Como coloco meu dinheiro na conta?
Fazendo uma transferência de outra instituição ou gerando um boleto e efetuando o pagamento dele. Nesse caso, o dinheiro pode levar dois dias úteis para cair na conta

Como saco dinheiro de uma conta digital?
Quando há cartão de movimentação da conta, em caixas eletrônicos da rede 24 Horas e Saque e Pague. Quando não há, é preciso transferir o dinheiro para outra instituição e então sacar

Tem cartão de débito? 
A maior parte tem

Posso receber depósito em dinheiro ou cheque?
Apenas no Next, que usa os caixas do Bradesco

Posso ter talão de cheque?
Não

Posso pedir portabilidade para receber meu salário direito na conta digital?
Em quase todas as contas

Posso transferir dinheiro de um grande banco para minha conta digital?
Algumas contas digitais só recebem transferências do tipo TED, entre as 6h30 e as 17h de dias úteis. Nos demais horários, é preciso agendar

E mandar dinheiro para um grande banco?

Sim. Na maioria sem custo

Posso pagar boletos e contas?
Sim. Mesmo as contas atrasadas

Posso colocar minhas contas em débito automático?
A opção é restrita, porque depende de convênios

Tem agência e gerente?
Não

E se eu tiver um problema, com quem eu falo?
Com um atendente por chat ou ligar na central de atendimento

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.