São Paulo puxou a alta da produção industrial do mês de outubro

Estado, que concentra 34% da indústria brasileira, registrou avanço de 1,5%

São Paulo

O estado de São Paulo puxou a alta da produção industrial do mês de outubro. Segundo a Pesquisa Industrial Mensal Regional, divulgada nesta terça-feira (10) pelo IBGE, a produção paulista teve alta de 1,5% e puxou a alta do índice, já que concentra 34% da indústria brasileira.

“Os setores de veículos e de alimentos, com destaque para a produção de cana-de-açúcar, foram os principais impulsionadores na alta de 1,5% apresentada na produção paulista”, afirmou o pesquisador do IBGE Bernardo Almeida.

Outros 6 dos 15 locais pesquisados mostraram taxas positivas, acompanhando o crescimento de 0,8% da indústria nacional, o que corresponde ao melhor mês de outubro desde 2012, quando a produção industrial registrou aumento de 1,5%.

Os estados que apontaram avanços mais acentuados foram Goiás com 4% e Amazonas com 2,3%.

O Espirito Santo, no entanto, registrou o recuo mais elevado do período com -8,1%, seguido por Pará com queda de -1,3% e Ceará com -1,1%.

Na comparação com outubro de 2018, o setor industrial mostrou crescimento de 1,0%, também com sete locais apontando resultados positivos.

Além de São Paulo, Goiás e Amazonas, duas localidades tiveram alta acima da média nacional: a região Nordeste com 1,2% e a Bahia com 0,9%. O mês também foi positivo para as indústrias do Mato Grosso que cresceram 0,6% e do Rio de Janeiro com 0,2%.

Também registraram queda os estados de Minas Gerais com -0,7%, Pernambuco e Santa Catarina com -0,6% e Rio Grande do Sul com -0,2%. O Paraná teve variação nula no mês. 

Segundo o IBGE, na comparação com outubro de 2018, o setor industrial mostrou crescimento de 1%, também com sete locais apontando resultados positivos. Nessa comparação, o recuo do Espírito Santo foi ainda mais brusco, com queda de 22,5%. Já Goiás (11,2%) e Paraná (9,4%) foram os destaques positivos.

Locais Variação (%)
  Outubro 2019/ Setembro 2019* Outubro 2019/ Outubro 2018 Acumulado Janeiro-Outubro 2019 Acumulado nos Últimos 12 Meses
Amazonas 2,3 6,1 2,9 1,2
Pará -1,3 -2,8 -1,3 0,2
Região Nordeste 1,2 -1,6 -4 -3,9
Ceará -1,1 -0,4 1,2 0,9
Pernambuco -0,6 0,3 -2,6 -3,3
Bahia 0,9 -1,7 -2,8 -2,3
Minas Gerais -0,7 -3,9 -4,6 -4
Espírito Santo -8,1 -22,5 -14 -11,2
Rio de Janeiro 0,2 5,7 0,9 0,3
São Paulo 1,5 5 0,4 -0,4
Paraná 0 9,4 6,9 5,9
Santa Catarina -0,6 -1,6 2,6 2,6
Rio Grande do Sul -0,2 -1,7 3,7 4,1
Mato Grosso 0,6 2,2 -3,6 -3,3
Goiás 4 11,2 2,8 1,2
Brasil 0,8 1 -1,1 -1,3

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Indústria * Série com Ajuste Sazonal

A produção nacional, no entanto, teve redução de -1,1% no acumulado do ano para o período de janeiro a outubro de 

No acumulado do ano para o período janeiro a outubro de 2019, frente a igual período do ano anterior, houve redução na produção nacional (-1,1%), que alcançou sete dos quinze locais pesquisados. O Espírito Santo teve a maior queda, de 14%.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.