Descrição de chapéu Facebook Mark Zuckerberg

Zuckerberg aceita convite para falar ao Parlamento Europeu

Fundador do Facebook deverá ser questionado sobre o vazamento de dados de milhões de usuários

Bruxelas

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, aceitou comparecer ao Parlamento Europeu para responder questões sobre o vazamento de dados de usuários da rede social.   

O depoimento do executivo, confirmado nesta quarta (16) pelo presidente da Casa, ainda não tem data para acontecer, mas deve ser feito até o fim da próxima semana. 

"O fundador e CEO do Facebook aceitou nosso convite para vir a Bruxelas assim que possível, esperamos que já na próxima semana", disse em nota Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu.

"Eu agradeço a decisão de Zuckerberg de aparecer pessoalmente na frente de representantes de 500 milhões de europeus. É um passo na direção certa para recuperar a confiança", disse o eurodeputado. 

O americano deverá se encontrar com líderes de partidos e com os deputados que fazem parte da comissão responsável por assuntos ligadas a liberdades civis.  

O Facebook enfrenta uma onda de críticas e de pressão política desde março, quando o jornal americano The New York Times e o britânico The Observer divulgaram o vazamento de informações pessoais de 87 milhões de usuários.

Esses dados foram usados pela consultoria política Cambridge Analytica, que ajudou a eleger Donald Trump à Presidência americana e que trabalhou na campanha a favor da saída do Reino Unido da União Europeia, o 'brexit'. 

Desde a revelação do caso, Zuckerberg já depôs a deputados e senadores nos Estados Unidos, mas não compareceu a um convite feito pelo Parlamento britânico e enviou um subordinado em seu lugar.

Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.