Três morrem na Espanha por onda de calor

Portugal entra em alerta vermelho por altas temperaturas

Lisboa e Madri | Associated Press e AFP

As altas temperaturas contribuíram para a morte de três pessoas entre sexta (3) e sábado (4) na Espanha, um deles em Barcelona e dois na região de Múrcia, segundo autoridades.

Uma massa de ar quente vinda da África produziu recordes de temperatura em países europeus.

A Espanha emitiu alertas nas áreas ao sul do país, onde a expectativa é que as temperaturas cheguem a 45ºC.

Portugal está em estado vermelho de alerta com uma onda de calor intensa, que fez os termômetros se aproximarem dos 46ºC —o recorde no país é de 47,7ºC. 

Multidão em La Concha, uma praia no norte da Espanha
Multidão em La Concha, uma praia no norte da Espanha - AP

O calor e o tempo seco provocou diversos incêndios no país, que colocou 700 bombeiros em ação para conter o maior deles, na região de Algarve.

 “É uma situação muito séria de extremo calor”, disse o presidente Marcelo Rebelo de Sousa. 

Em Viena, os cães da polícia selecionados para trabalhar na segurança de um torneio de vôlei de praia receberam proteção para suas patas. 

A polícia informou que, apesar das temperaturas não tão elevadas —previsão de 34ºC para sábado, os cães precisam passar horas sobre superfícies expostas ao sol que poderiam facilmente superar os 50ºC. 

Na Holanda, as autoridades fecharam alguns trechos de estradas nos quais o calor derreteu o asfalto. 

Na cidade de Zwolle os galhos de quase 100 árvores começaram a ser cortados. 

O canal de televisão público NOS informou que os galhos poderiam quebrar em consequência do calor e representar um perigo.

Quatro reatores nucleares da França foram fechados por causa da onda de calor. 

A empresa de energia francesa EDF afirmou que adotou medidas para evitar o aumento das temperaturas dos rios dos quais as centrais nucleares extraem água para resfriar os reatores, antes de voltar a vertê-la.

Além disso, este sábado é o dia de verão com mais trânsito nas estradas, lotadas com pessoas de férias. 

No fim da manhã o país registrava 705 km de engarrafamentos. 

Segundo o jornal The Guardian, a Inglaterra registrou 31ºC —e especialistas dizem a Europa pode chegar a até 48ºC neste fim de semana. 

Na Suécia, uma geleira derreteu tanto que seu pico deixou de ser o ponto mais alto do país. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.